close

Notícias

Notícias

A vida vai ser boa para os engenheiros de fibras têxteis

Screenshot_2

O que é que vai estar a dar na têxtil no pós indústria 4.0? Ser engenheiro de fibras têxteis, por exemplo, de acordo com um estudo do brasileiro Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que faz um inventário de 30 novas profissões que vão nascer nas oito áreas mais impactadas com a crescente automação e digitalização da produção industrial.

Designer de tecidos avançados, técnico de projetos de produtos de moda e engenheiro de fibras têxteis são as três novas profissões de que a ITV vai necessitar, de acordo com o Senai, instituto responsável pelo formação profissional no Brasil.

A quarta revolução industrial, com as suas fábricas completamente automatizadas a funcionarem com base em  tecnologias digitais (como internet das coisas, big data e inteligência artificial), não vai acabar com a necessidade de mão de obra humana – apenas vai precisar de gente com novas qualificações, ou seja, de novas profissões.

Estas novas profissões foram identificadas em oito áreas que o estudo realizado pelo Senai considera com aquelas que serão mais impactadas pelas novas tecnologias relacionadas à indústria 4.0: setor automóvel; alimentação e bebidas; construção civil; têxtil e vestuário; tecnologias da informação e comunicação; máquinas e ferramentas; química e petroquímica; e petróleo e gás.

Entre essas profissões estão as de mecânico de veículos híbridos e mecânico de telemetria (automóvel); técnico em impressão de alimentos (alimentos e bebidas); técnico em automação predial (construção civil); engenheiro em fibras têxteis (têxtil e vestuário); engenheiro de cibersegurança especialista em big data (tecnologia da informação); projetista para tecnologias 3D (máquinas e ferramentas); técnico especialista no desenvolvimento de produtos poliméricos (química e petroquímica); e especialista para recuperação avançada de petróleo (petróleo e gás).

Fonte: Jornal T

Leia mais
Notícias

Em minoria, mulheres buscam liderar negócios de inovação e tecnologia

personagem_paula_lunardelli_3

O crescimento no número de startups do Brasil nos últimos anos tem chamado a atenção para a liderança de mulheres no setor. Apesar das empreendedoras representarem pouco mais de 10% das comandantes das startups, seus empreendimentos têm gerado impacto significativo em alguns segmentos da economia.

Empreendedorismo feminino foi um dos temas debatidos no Startup Summit, primeiro evento nacional de startups realizado em Florianópolis, nos últimos dias 12 e 13 de julho. Pesquisa da AssociaçãoBrasileira de Startups (ABStarups) aponta que 74% das equipes de startups são formadas por homens e quase 90% das empresas de inovação e base tecnológica são comandadas por eles.

Cristina Bittencourt, cofundadora da Agriness, startup que gerencia soluções de gestão e melhoria de produtividade no mercado de suinocultura, já está há 17 anos no mercado. A empresa já atende 90% dos produtores de suínos do país e metade do mercado argentino.

“Eu estava em dois setores resistentes, que é a tecnologia e o agronegócio. Para mim, o que fez a diferença foi ter a parceria certa, meus sócios me deram espaço, eu conquistei meu espaço, mas a gente conseguiu construir essa relação junto”, disse.

A empreendedora conta que várias vezes participou de reuniões com outras empresas em que era a única mulher. “Acontecia bastante isso, era como se eu não estivesse na reunião. Mas, eu sabia que meu papel naquela reunião era importante, que eu precisava perguntar o que precisava saber, e eu comecei a conquistar meu espaço. A gente não pode se acanhar”, afirma.

Potencial para liderar

A engenheira civil Paula Lunardelli, 31 anos, também teve que aprender a se impor em um ambiente ocupado majoritariamente por homens. Ela é a única mulher da recém-iniciada startup Welob, que desenvolve software e soluções para planejamento e gestão de obras da construção civil, com o objetivo de garantir maior previsibilidade e evitar atrasos.

Em experiências profissionais anteriores, Paula conta que enfrentou dificuldades na sua trajetória como mulher. “Eu lido com o meio masculino há muito tempo, então sendo engenheira civil eu já fiz uma escolha lá atrás que me fez trabalhar com pessoas, estudar e conviver com um mercado muito machista. Já passei por preconceitos, já recebi assédio, já perdi contratos”, relata.

Hoje, enquanto se dedica a firmar o novo negócio, Paula afirma que se sente mais preparada e não tem enfrentado mais tantas situações de discriminação. Depois de ter já ter atuado no mercado como engenheira e consultora de empresas, ela sentiu confiança para iniciar o desafio da startup ao lado de dois sócios da área tecnológica e comercial.

“A gente entende que obras bem planejadas podem ser muito mais rentáveis e acabam gerando benefícios para o consumidor; e podem ser muito mais sustentáveis, trazendo benefícios para a própria construtora e para o país em geral”, explica.

A empresa passou pela fase de incubação com apoio da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) e do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina e foi selecionada em vários programas de aceleração. Hoje, a startup está em fase de captação de recursos, enquanto já vende o principal produto.

Diversidade para inovar

As empresárias declaram que as mulheres têm habilidades que podem agregar mais valor aos negócios, como criatividade, sensibilidade, visão sistêmica e capacidade de lidar com vários problemas ao mesmo tempo. Mas, elas ressaltam que as habilidades femininas e masculinas devem se complementar no ambiente de inovação e que as mulheres podem aprender a trabalhar com dinheiro e gerir finanças.

“Quando a gente fala em inovação, a gente fala em diversidade, então é muito importante ter uma equipe com mulheres, trabalhar junto com homens e ter essa diversidade dentro das empresas, é assim que vai gerar inovação”, declarou Tatina Takimoto, gerente de programas estratégicos da Acate.

Grupo de apoio

Tatiana também coordena o grupo Acate Mulheres, lançado no início deste ano para valorizar a figura feminina nas empresas de tecnologia. O grupo trabalha o fortalecimento das mulheres dentro da cultura organizacional e prepara as funcionárias para alcançar cargos de liderança.

O ambiente de confiança criado pelo grupo promove ainda a interação entre as empreendedoras, que trocam experiências, conhecimentos, ideias e firmam parcerias para novos negócios entre elas. As participantes são beneficiadas com acesso a informações e serviços de fundos de investimentos, por exemplo, para facilitar e diminuir os custos físicos e emocionais da jornada dupla geralmente vivida pelas mulheres.

“Conversando com elas e também com colaboradoras, a gente descobre algumas coisas que acontecem nas empresas e não deveriam acontecer, como assédio moral. Isso acontece e a gente quer mudar essa cultura. E a gente entende que é a mulher que vai ter que ser protagonista disso”, explica Tatiana.

O grupo pretende trabalhar com estudantes do ensino médio e universitárias para encorajá-las a ter uma visão empreendedora. O objetivo, segundo a coordenadora, é mudar a cultura de que inovar e liderar, na área de tecnologia são habilidades masculinas.

“Estive recentemente em Toronto, fui em algumas incubadoras e parques tecnológicos e vi como a presença feminina é quase 50% lá, e aqui é muito pouco. Nosso objetivo é esse: mudar a cultura, empoderar a mulher e trabalhar a sociedade como um todo para que seja mais justa”, relata.

Ato político

Durante o Startup Summit, foram apresentados cases de sucesso liderados por mulheres, que se tornaram referências no mercado de inovação. É o caso da startup Foodpass, fundada pela nutricionista Priscila Sabará, que criou uma plataforma que promove a conexão entre pessoas e empresas de vários locais por meio do alimento.

Por meio de ferramentas de tecnologia e marketing, o sistema cadastra eventos gastronômicos e articula com uma rede de contatos, o que possibilidade novos negócios em diferentes áreas.

A empresa só tem funcionárias. Segundo Priscila, a decisão por contratar somente mulheres foi tomada para reforçar o empreendedorismo feminino como um ato político pela busca de oportunidades iguais.

“As pessoas desacreditam da sua capacidade de fazer negócio. Acho que isso vem de um abuso de poder. A gente tem que desconstruir, batalhar por eficiência, profissionalismo e não ser um objeto sexual. Acho que esse é um lugar importante para a mulher conquistar”, declarou Priscila.

Fonte: Portal EBC

Leia mais
Notícias

Engenharias exigem financiamento se acabarem mestrados integrados

engenharias-exigem

ó uma formação superior de cinco anos será capaz de garantir a qualidade profissional dos engenheiros. A posição é defendida por um consórcio que junta as seis principais escolas de engenharia das universidades públicas, que vai ser constituído formalmente esta semana. É uma resposta à decisão do Governo de acabar com os mestrados integrados nas engenharias dentro de dois anos.

Mesmo que os mestrados integrados – ciclos integrados de cinco anos em que três anos de licenciatura levam obrigatoriamente a um mestrado previamente definido – acabem, as escolas de engenharia exigem manter o mesmo nível de financiamento público que têm actualmente.

“A educação ao nível da Engenharia exige uma formação longa com a duração padrão de cinco anos”, explica ao PÚBLICO o director da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto (FEUP), João Falcão e Cunha. O primeiro ciclo de três anos deve ser visto como uma formação “sólida e essencialmente teórica” em áreas como a Física, a Química e a Matemática, que prepare os alunos para um período de estudos completo em Engenharia. Por isso, o Estado deve manter o mesmo nível de financiamento das instituições, considera.

O consórcio, que vai ser formalizado esta semana, incluiu, além da FEUP, a Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Instituto Superior Técnico da Universidade de Lisboa, Escola de Engenharia da Universidade do Minho, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e a Universidade de Aveiro.

Com o processo de Bolonha, a duração típica das licenciaturas passou a ser de três anos. Finda essa formação, os alunos têm que candidatar-se a um mestrado caso pretendam prosseguir os estudos. O acesso à profissão de engenheiro, que é regulado pela Ordem dos Engenheiros, continua a exigir cinco anos de formação. Por isso, a generalidade dos cursos superiores desta área passaram a organizar-se em “mestrados integrados”.

O acesso ao segundo ciclo está assegurado a quem já completou uma licenciatura, sem necessidade de nova candidatura – ao contrário do que acontece na generalidade dos cursos. Na prática, as antigas licenciaturas de Engenharia de cinco anos foram desdobradas em dois ciclos consecutivos.

O Governo quer agora mudar esse panorama. A nova Lei de Graus e Diplomas, que foi aprovada no final do mês passado, reduz “ao mínimo indispensável” os mestrados integrados, que passam a estar limitados aos cursos que dão acesso às profissões para as quais há uma norma europeia que implique uma formação – de 300 créditos, o equivalente a cinco anos, ou mais – para que esta possa ser exercida. É o que acontece com a Medicina, a Enfermagem e a Arquitectura. A regra deixa de fora as Engenharias. Os mestrados integrados actualmente existentes têm um período transitório de dois anos para se dividirem em licenciatura e mestrado.

Fonte: P24

Leia mais
Notícias

Startups e empreendedores do Brasil finalmente alcançaram a maturidade

conversa-e1531405098374

Encontrar a solução para um problema é a grande missão de empreendedores. Seja no setor de saúde, educação, mobilidade urbana ou segurança, quando as novas ideias e as ferramentas de solução passam por tecnologia e inovação, em um modelo de negócio com baixo custo e alta potencialidade de crescimento, o desafio é conduzido pelas empresas chamadas startups.

Em todo o Brasil, estima-se que existam cerca de 62 mil empreendedores e 6 mil startups. O número é mais do que o dobro registrado há seis anos, quando o país ainda começava a discutir o modelo e a perceber o nascimento do novo mercado. Em 2012, haviam 2.519 startups cadastradas na Associação Brasileira de Startups (ABStartups). Em 2017, o número saltou para 5.147.

Segundo a associação, o número de empresas hoje pode ser ainda maior, por volta de 10 a 15 mil, mas muitas ainda estão na fase de ideias e nem todas tem o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ).

“A gente percebe que teve um amadurecimento muito grande do setor. Quando a gente pega 2012, ainda nem havia no Brasil de forma adequada a constituição de aceleradoras, empresas, conceitos de incubadoras. O tema subiu de nível. Esse número vai crescer muito mais em diversos segmentos”, acredita Rafael Moreira, secretário de Inovação e Novos Negócios do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Em 2018, o Brasil ganhou seus primeiros unicórnios, termo dado às startups que passam a valer mais de US$ 1 bilhão. O feito foi alcançado inicialmente pelo aplicativo de transporte 99 e pela Nubank, startup que gerencia serviços financeiros, avaliada em mais de US$ 2 bilhões.

“Em geral, o ecossistema de startups vem passando por um amadurecimento muito interessante. Os números estão provando isso, a gente vem num crescente de quase 20% no número de startups ano a ano, crescendo bastante em meio a crise que a gente sabe que o país enfrentou. Acho que isso reflete o amadurecimento do empreendedor também, que entendeu como é o processo de funcionamento de startup”, avalia Rafael Ribeiro, diretor-executivo da ABStartups.

Fonte: Exame

Leia mais
Notícias

Bom Manejo lança vídeo e comemora o Dia do Engenheiro Florestal

article

O Projeto Bom Manejo lançou no dia 12 de julho, “Dia do Engenheiro Florestal”, o vídeo sobre a segunda fase do projeto. Com depoimentos de profissionais da área florestal e pesquisadores da Embrapa e de instituições parceiras, o produto mostra a importância da floresta para a população, os desafios do manejo florestal sustentável na Amazônia e as ferramentas desenvolvidas no âmbito do Projeto.

O vídeo tem duração de cerca de cinco minutos, com áudio em portguês e legendas em inglês. Além dos depoimentos de profissionais, o produto traz uma trilha sonora de música popular paraense. O vídeo foi produzido no âmbito do projeto PD 452/Rev.5(F) “Gestão Sustentável de Florestas de Produção em Escala Comercial na Amazônia Brasileira – Projeto Bom Manejo Fase II, executado pela Embrapa e parceiros, e financiado pelo ITTO.

Resultados

O projeto Bom Manejo desenvolveu quatro ferramentas computacionais para controle e execução dos Planos de Manejo Florestal Sustentável, que estão disponíveis no Portal da Embrapa. O software BOManejo, de planejamento e execução dos planos de manejo, apresentado recentemente ao público; o MFT, de monitoramento das florestas tropicais; o MEOF, monitoramento econômico das operações florestais; e o MOP, monitoramento da performance das operações florestais.

A segunda fase do projeto compreende a capacitação de técnicos do setor madeireiro, de órgãos governamentais de fiscalização e de professores da área florestal para o uso e melhoria dessas ferramentas.

Ana Laura Lima (MTb 1268/PA)
Embrapa Amazônia Oriental

Contatos para a imprensa

Telefone: (91) 3204-1200 / 99110-5115

Mais informações sobre o tema
Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC)
www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Fonte: Embrapa

Leia mais
Notícias

Engenharia de produção é uma das profissões do futuro

engenharia-de-producao-e-uma-das-profissoes-do-futuro_g
Entre os diversos segmentos da Engenharia, o curso de Engenharia de Produção tem ganhado cada vez mais adeptos. Considerada uma área estratégica, a graduação também promete ser a alternativa para quem busca salários atrativos desde o início da carreira.
A profissão do futuro é voltada para atender demandas de várias áreas de uma organização, desde o gerenciamento de recursos materiais, humanos e financeiros até a organização e controle produtivo da empresa. Em suma, esta é uma área cujo objetivo principal é otimizar os processos e sistemas de todos os setores.
Para isso o profissional deverá ter habilidades para enxergar e lidar com problemas de forma geral, ser criativo, ágil e sobretudo multidisciplinar. De acordo com a Associação Brasileira de Engenharia de Produção (Abepro), “Compete à Engenharia de Produção o projeto, implantação, operação, melhoria e manutenção de sistemas produtivos integrados de bens e serviços, envolvendo homens, materiais, tecnologia, informação e energia. Compete ainda especificar, prever e avaliar os resultados obtidos destes sistemas para a sociedade e o meio ambiente, recorrendo a conhecimentos especializados da matemática, física, ciências humanas e sociais, conjuntamente com os princípios e métodos de análise e projeto da engenharia”.
E com todas essas atribuições fica difícil não reconhecer a importância de um engenheiro de produção. Além do mercado de trabalho oferecer boas remunerações, o profissional habilitado na área tem um leque de opções de áreas para atuar, entre elas operações e logística, setor de planejamento (seja estratégico, produtivo ou financeiro, por exemplo).

Faça uma graduação em Engenharia de Produção com bolsas de estudo

Ficou interessado pela área de Engenharia de Produção? Invista na carreira e aumente suas chances no mercado de trabalho. Você pode iniciar sua graduação ou pós-graduação na área ainda este ano e pagar mensalidades com descontos de até 70%. Acesse www.educamaisbrasil.com.br, confira as vagas liberadas na sua cidade e faça sua inscrição gratuita!
Fonte: Educa + Brasil
Leia mais
Notícias

Projeto S. Francisco: a nova promessa

francisco

O Ministério da Integração Nacional distribuiu comunicado em que anuncia a abertura total do túnel em rocha que, em território cearense, permitirá a passagem das águas do Canal Norte do Projeto São Francisco de Integração de Bacias. Esse canal trará as águas do rio São Francisco para o Ceará.

No comunicado, o Ministério renova a promessa de que as obras do Canal Norte estarão prontas neste ano. Mas só que não mais em agosto, porém em setembro, véspera das eleições de outubro.

Para este blog, contudo, isso só acontecerá no próximo ano de 2019. Ou seja, águas do rio São Francisco no açude Castanhão só teremos no próximo ano.

Tudo de que precisarão, na campanha eleitoral, os candidatos dos partidos de apoio ao Governo Michel Temer serão imagens das águas do rio São Francisco, chegado em qualquer ponto da geografia cearense. O Ministério da Integração Nacional faz, pois, um gigantesco esforço no sentido de que essas imagens possam ser registradas em setembro. Isso será possível. Mas água do Velho Chico chegando ao Castanhão neste ano ano é algo que, segundo os especialistas, dificilmente acontecerá.

Fonte: Diário do Nordeste.

Leia mais
Notícias

Coema simplifica licenciamento para projetos de energia eólica

solar

Reunido nesta quinta-feira, 12, o Conselho Estadual do Meio Ambiente (Coema) aprovou, por unanimidade, resolução que dispõe sobre a simplificação e atualização dos procedimentos, critérios e parâmetros aplicados aos processos de licenciamento e autorização ambiental no âmbito da Superintendênia Estadual do Meio Ambiente (Semace) para os empreendimentos de geração de energia elétrica por fonte eólica na geografia do Estado do Ceará.

A sessão do Coema foi presidida pelo secretário do Meio Ambiente, Artur Bruno, e contou com a presença de empresários cearenses do setor de energias renováveis, entre os quais Benildo Aguiar, presidente do Sindicato da Indústria de Energia (Sindienergia), filiado à Fiec.

Este blog pode informar que, na próxima reunião do Coema, deverá ser apreciada e também aprovada resolução semelhante para projetos de geração de energia solar fotovoltaica.

Fonte: Diário do Nordeste.

Leia mais
Notícias

Tancos | Secretário de Estado da Defesa louva papel da Engenharia Militar (c/vídeo)

engenharia-Tancos-IMG_20180713_112622_1-696×522

O relevante papel que têm as Unidades Militares de Engenharia no desenvolvimento e bem estar das populações, como aconteceu no ano passado durante o período crítico dos incêndios florestais, foi destacado durante a cerimónia comemorativa do 371°aniversário da Arma de Engenharia e do 206° aniversário do Regimento de Engenharia n.º 1 em Tancos, Vila Nova da Barquinha, no dia 13 de julho.

O Secretário de Estado da Defesa Nacional, Marcos Perestrello, que presidiu à cerimónia, realçou a “reconhecida capacidade de realização”, assumindo “grande relevância os diferentes trabalhos de engenharia efetuados ao longo do país”. Deu como exemplo a abertura de cerca de 100 quilómetros de estradas, aceiros e faixas de gestão de combustível, a limpeza do leito da barragem do Pego do Altar, e beneficiação de caminhos em apoio ao Instituto de Conservação da Natureza e Florestas.

Na sequência da tragédia de outubro de 2017, o membro do Governo referiu-se ao “emprego da engenharia militar em formas de auxílio ao combate e rescaldo de incêndios”. E acrescentou “o elevado empenhamento alcançado em cerca de 80 destacamentos de engenharia no transporte de água na barragem de Fagilde ou no apoio terrestre ao transporte de alimentação animal”.

Dia da Arma da Engenharia e do Regimento de Engenharia 1, em Tancos, Vila Nova da Barquinha

Publiée par mediotejo.net sur Vendredi 13 juillet 2018

Reconhecendo algumas dificuldades no Exército e uma exiguidade de recursos humanos, Marcos Perestrello não se cansou de repetir o “reconhecimento pelo extraordinário trabalho desenvolvido pela família da engenharia militar”.

Ao longo da sua intervenção, pontuada por referências a momentos que marcaram a história da Arma de Engenharia, o Secretário de Estado da Defesa Nacional abordou a necessidade de reforço do financiamento ao Exército, elencando alguns investimentos efetuados recentemente.

O Major-General Aníbal Alves Flambó, diretor honorário da Engenharia Militar, ali presente em representação do General Chefe do Estado-Maior do Exército, fez um enquadramento histórico da Engenharia Militar e desenvolveu as múltiplas ações desencadeadas pelos militares desta Arma.

Perante centenas de convidados, desfilaram militares dos Regimentos de Engenharia n° 1 e n° 3, as Unidades de Engenharia projetadas para o Ultramar e Líbano, a Companhia de Engenharia de Combate Pesada, a Banda e a Fanfarra do Exército.

Após a Guarda de Honra à entidade que preside, a continência às forças em parada, a integração do Estandarte Nacional e às alocuções, procedeu-se à imposição de condecorações.

Dia da Arma da Engenharia e do Regimento de Engenharia 1, em Tancos, Vila Nova da Barquinha

Publiée par mediotejo.net sur Vendredi 13 juillet 2018

Seguiu-se o desfile das forças em parada e uma mostra de capacidades da Engenharia Militar que “contribuem para a resposta às solicitações de apoio às Operações de Apoio Civil em proveito da proteção e salvaguarda de pessoas e bens e apoio ao desenvolvimento e bem-estar das populações”, lê-se no documento entregue na cerimónia.

Concretiza-se que “os meios da Engenharia do Exército podem ser empregues em missões no âmbito do Apoio na Prevenção e Resposta a Acidentes Graves ou Catástrofes, Apoio na Satisfação das Necessidades Básicas e Melhoria da Qualidade de Vida das Populações ou na resposta a acidentes graves ou incidentes de âmbito nuclear, biológico, químico ou radiológico, com ou sem associação a explosivos”.

 

Fonte: Mediotejo

Leia mais
Notícias

Kroton, Votorantim, Shell e mais 35 buscam universitários e recém-formados

2018-07-03t203527z_1_lynxmpee6221k_rtroptp_3_energia-shell-ceo-e1531511794956

São Paulo – Mira uma vaga de trainee ou estágio? Confira as oportunidades disponíveis nos programas com inscrições abertas em ordem crescente de término do prazo.

Fundação Estudar – trainee e estágio
Para o programa de trainee é preciso ter concluído a graduação entre julho de 2016 e julho de 2018. Para o programa de estágio, é preciso devidamente matriculado a) em uma instituição de ensino superior com data prevista de formatura entre janeiro de 2019 a janeiro de 2021. Não há restrição de curso. Os selecionados começam em agosto.

Salário: não informado
Inscrições: até o dia 16 de julho pelo site .

Cultura Inglesa – trainee gerencial
As oportunidades são para profissionais com nível superior e fluência em inglês. É preciso ter atuado como professor de inglês para alunos de diversas faixas etárias e para diferentes módulos, além de já ter experiência em coordenação de áreas administrativas ou comerciais.

Salário: não informado
Inscrições: até 16 de julho pelo site Vagas

HSM – trainee
São três vagas para jovens que finalizaram a graduação entre junho/2015 e junho/2018 nas áreas de Conteúdo, Marketing e Tecnologia. Os candidatos precisam ter disponibilidade para trabalhar em Alphaville, Barueri (SP). Também é pré-requisito o domínio da língua inglesa.

Salário: Não divulgado. Benefício incluem Home Office, Vale Refeição, Vale Transporte ou estacionamento, Convênio Médico e Odontológico, Bolsa de estudos nas instituições de ensino do Grupo Anima
Inscrições: até 20 de julho pelo site do programa

Porto Seguro – estágio
Programa procura estudantes de Engenharias, Economia, Administração, TI (diversos cursos), Marketing, Matemática, Estatística, Ciências Atuariais, entre outros. É necessário conhecimentos de informática e inglês intermediário.

Salário: bolsa auxílio e benefícios
Inscrições: até 20 de julho pelo site da 99jobs

Grupo NC – trainee
O programa é para quem tem graduação completa no nível de bacharelado em qualquer área e tem até três de formado. Disponibilidade para trabalhar em Hortolândia (SP) é um requisito.

Salário: não informado
Inscrições: até 22 de julho pelo site da 99 jobs

Atakarejo – trainee
O programa é para estudantes de todas as áreas, com conclusão entre julho de 2016 a julho de 2019.
 Os trainees e jovens profissionais irão mergulhar na cultura Atakarejo em um programa de imersão sobre a organização e a função que irão desenvolver, também passarão por uma fase de desenvolvimento profissional, além de treinamentos desenhados para capacitação técnica e comportamental.

Salário: não informado
Inscrições: até 22 de julho pela página do EstágioTrainee.com

Deutsche Bank – estágio
Vaga na área de Finance para estudantes do período matutino de Administração, Ciências Contábeis, Ciência da Computação, Matemática, Economia, Ciências Econômicas, Estatística, Ciências Atuariais, Física e Engenharias. É necessário nível avançado de inglês e nível básico de Excel.

Salário: 1.998 reais e benefícios
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

Hughes – estágio
Oportunidade em São Paulo na área de vendas para estudantes do período noturno de Engenharia da Computação, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia de Energia, entre outras. É necessário nível avançado de inglês e Excel.

Salário: até 2 mil reais e benefícios
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

Echo Energia – estágio
Oportunidade em São Paulo na área de Comercialização de Energia para estudantes do período noturno de Administração, Engenharia Elétrica e Engenharia de Energia, É necessário nível avançado de inglês e nível intermediário de Excel.

Salário: até 1.620 reais e benefícios
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

Benteler – estágio
Oportunidade na área de Recursos Humanos para alunos de Administração de Empresas, Economia, Relações Internacionais e Ciências Econômicas. O estágio fica em Campinas e pede nível básico de inglês e intermediário de Excel.

Salário: até 2.456 reais
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

Techint – estágio
Oportunidades em São Paulo nas áreas de Comunicação e Reporting & Budget para estudantes de Publicidade e Propaganda, Jornalismo, Relações Públicas, Administração de Empresas, Ciências Contábeis, Engenharia de Produção, Economia e Ciências Econômicas. É necessário nível avançado de inglês e nível intermediário de Excel.

Salário: compatível com o mercado e benefícios
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

Bollhoff – estágio
Vaga em Jundiaí para área de Engenharia de Qualidade para estudantes do período noturno de Engenharia Mecânica, Engenharia de Produção e Engenharia de Manufatura. É necessário nível intermediário de inglês e Excel.

Salário: 1.280,40 reais
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

Czarnikow – estágio
Vaga para a área de Market Advisory para estudantes do período noturno de Engenharia, Economia, Ciências Econômicos e Administração. É necessário nível avançado de inglês e Excel.

Salário: 2 mil reais
Inscrições: até 24 de julho pelo site da Page Talent

VLI – trainee
O programa procura jovens formados em qualquer engenharia entre dezembro de 2016 e dezembro de 2018. É necessário disponibilidade para mudanças e conhecimentos avançados em inglês e informática.

Salário: compatível com mercado e benefícios, como vale-refeição, vale-alimentação, participação nos lucros, assistência-médica e odontológica, seguro de vida e previdência privada.
Inscrições: até 31 de julho pelo site do programa

CCEE – estágio
O programa tem 13 vagas para estudantes cursando Administração, Ciências da Computação, Ciências Econômicas, Engenharia da Computação, Engenharia de Sistemas, Engenharia Elétrica e/ou Eletrônica, Jornalismo, Publicidade ou Marketing. É necessário conhecimento do pacote Office. Inglês é um diferencial.

Salário: não informado
Inscrições: até 31 de julho pelo site da instituição

Mazars- trainee
As vagas são para Campinas, Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo Podem participar: estudantes a partir do quarto semestre em ciências contábeis; no último ano de administração, economia, engenharia de produção e direito; ou recém-formados com até dois anos de formação e com inglês em nível intermediário.

Salário: não informado
Inscrições: até 31 de julho pelo site da Mazars

CNH Industrial – Programa de Formação Profissional para estudantes universitários
A multinacional Italiana dona de marcas como Iveco, Case e New Holland tem vagas de estágio diversos cursos e áreas em São Paulo, Curitiba, Betim, Nova Lima, Sete Lagoas e Contagem em MG.

Salário: 2500,00 reais + benefícios.
Inscrições: até 31 de Julho pelo site da Cia de Estágios

Shell – estágio
O programa tem vagas no Rio de Janeiro para estudantes dos cursos de administração, ciências contábeis, comunicação social (jornalismo, relações públicas e publicidade e propaganda), direito, economia, engenharias (elétrica, mecânica, petróleo, produção e química), marketing e relações internacionais. Os candidatos devem ter previsão de formatura entre julho e dezembro de 2020, além de inglês avançado.

Salário: não informado
Inscrições: até 31 de julho pelo site da empresa

ArcelorMittal Brasil – estágio
Estão disponíveis 576 vagas são para os níveis superior e técnico em 23 cidades dos estados de Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. De nível superior há oportunidades para estudantes de: administração de empresas, agronomia, arquivologia, ciências biológicas, ciências contábeis, ciências da computação, comércio exterior, comunicação social, design, direito, economia, enfermagem, engenharias, fisioterapia, fonoaudiologia, geologia, gestão de RH, jornalismo, logística, marketing, nutrição, psicologia, publicidade e propaganda, relações internacionais, relações públicas, serviço social, tecnologia da informação.

Para estudantes de nível técnico em administração, automação, automação industrial, contabilidade, edificações, elétrica, eletromecânica, eletroeletrônica, eletrotécnica, enfermagem, engenharia de produção, gestão em recursos humanos, informática, logística, manutenção eletromecânica ferroviária, mecânica, mecatrônica, meio ambiente, metalurgia, portos, química, refrigeração, secretariado, segurança do trabalho e transporte de carga.

Salário: não informado
Inscrições: até 31 de julho pelo site ArcelorMittal Brasil

Carrefour – estágio
Programa procura por estudantes cursando Administração, Engenharias (Produção, Processos, Sistemas, Alimentos, etc.), Direito, Ciências Contábeis, Marketing, Comunicação Social, Publicidade e Propaganda, Matemática e Estatística. As vagas ficam no Morumbi. É desejável conhecimento avançado de inglês e intermediário de pacote office.

Salário: Bolsa auxílio + benefícios
Inscrições: até 5 de agosto pelo site da Cia. de Estágios

Gusmão & Labrunie – estágio
O escritório procura estudantes de Direito cursando 5º ao 8ª semestre, com bom domínio de inglês, para a área de propriedade intelectual.

Salário: bolsa auxílio, pagamento OAB Estagiário e benefícios
Inscrições: até 5 de agosto pelo site da 99jobs

Pátria Investimentos – estágio
Programa oferece vagas em diversas áreas da empresas, como Real Estate, Infraestrutura e Private Equity para estudantes universitários dos cursos de Engenharia, Administração de Empresas, Economia, Física, Matemática e Contabilidade com previsão para se formar entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020. É necessário nível intermediário de inglês.

Salário: bolsa-auxílio com 13º salário e benefícios
Inscrições: até 15 de agosto pelo site da 99jobs

Federal-Mogul Powertrain – estágio
Oportunidade para estudantes do período noturno na área de secretariado com conhecimento avançado de inglês.

Salário: média de 2.103,60 reais
Inscrições: até 15 de agosto pelo site da Page Talent

Cartão Elo – estágio
A empresa tem vagas para as áreas de desenvolvimento, finanças, segurança da informação e aceitação de marca e inovação. A empresa procura estudantes nas áreas de Sistemas de Informação, Ciência da Computação, Engenharia de Computação, Engenharias, Economia, Administração de Empresas, Ciências Contábeis, entre outros. É necessário conhecimento avançado de inglês e intermediário de Excel.

Salário: 1.617 reais
Inscrições: até 15 de agosto pelo site da Page Talent

Petronas – estágio
Podem se candidatar busca estudantes dos cursos: Administração de Empresas, Administração com ênfase em Comércio Exterior, Ciências Contábeis, Ciências Econômicas, Comunicação Social, Controladoria e Finanças, Direito, Economia, Engenharia Civil, Engenharia de Sistemas, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Engenharia Mecatrônica, Engenharia de Produção, Engenharia Química, Marketing, Negócios Internacionais, Pedagogia, Psicologia, Publicidade e Propaganda, Química, Química Industrial, Relações Internacionais, Relações Públicas e Tecnologia da Informação.

Salário: Além da bolsa-auxílio com valor compatível ao mercado, os estudantes terão benefícios como vale transporte, vale refeição, vale alimentação, seguro de vida e recesso remunerado
Inscrições: até 17 de agosto pela Cia de Estágios

Lojas Americanas – estágio
O programa aceita estudantes universitários de todo o país matriculados nos cursos de Administração, Ciências Contábeis, Economia, Engenharias, Marketing e Publicidade e Propaganda com previsão de formatura até dezembro de 2018 ou julho 2019.

Salário: salário e benefícios compatíveis com o mercado
Inscrições: até 19 de agosto pelo site do programa

Votorantim Cimentos – trainee
O programa oferece 10 vagas para estudantes formados há até três anos no ensino superior com inglês intermediário. A empresa aceita qualquer formação e idade para seus participantes e o processo de seleção será às cegas. Leia mais sobre o programa.

Salário: 6.300 reais e benefícios
Inscrições: até 24 de agosto pelo site Eureca

Cremer – trainee
Podem participar do processo seletivo candidatos matriculados no último semestre da faculdade ou que concluíram a formação universitária há, no máximo, três anos, e com disponibilidade para viagens e mudança para qualquer cidade do Brasil.

Salário: não informado
Inscrições: até o dia 2 de setembro, pelo site Trainee Cremer

Kroton – estágio
Programa tem 17 vagas e procura por estudantes de Engenharia, Administração, Economia, Ciências Contábeis, Relações Internacionais ou áreas correlatas com formatura prevista para dezembro de 2018. Os escolhidos vão atuar em São Paulo e Valinhos.

Salário: 1.800 reais e benefícios
Inscrições: até 13 de outubro pelo site da Cia. de Talentos

Huawei – estágio
Programa oferece 15 vagas para estudantes nas áreas de administração, engenharia elétrica, engenharia de telecomunicações e engenharia de produção, além de cursos correlatos. Os candidatos poderão atuar nas cidades de São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Vitória, Brasília, Salvador, Fortaleza e Recife. É pré-requisito conhecimento avançado de inglês e pacote office

Salário: remuneração compatível com o mercado e benefícios, como seguro de vida, vale-refeição, vale-transporte, plano de saúde e odontológico
Inscrições: até as vagas serem preenchidas pelo site do Vagas

Farma Zambom – trainee
São 15 vagas, em 14 cidades para quem tem graduação em farmácia no início de carreira que não tenha necessariamente experiência na área, mas que esteja disposto a desenvolver competências técnicas e habilidades comportamentais exigidas para a vaga.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site Trainee Zambon O prazo não foi informado

Pinterest – estágio
A oportunidade é para quem é do 2º ou 3º ano de publicidade e propaganda, web design, comunicação ou disciplinas relacionadas. Inglês e espanhol avançados são requisitos assim como domínio do Pacote Office. Experiência com Photoshop ou outro software de design e conhecimento básico de HTML também são exigências da empresa.

Salário: não informado
Inscrições: pelo site Estágio no Pinterest . O prazo não foi informado

Raízen – estágio
Para estudantes dos cursos de administração, agronomia, análise de sistemas, ciência da computação, ciências contábeis, ciências econômicas, comunicação social, direito, engenharias (todas), estatística, marketing, matemática, pedagogia, psicologia, química, relações internacionais, sistemas de informação e tecnologia da informação, com formação entre dez/2018 a jul/2020.
 As vagas estão localizadas nos estados do Amazonas, Bahia, DF, Ceará, Goiás, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

Salário: não informado.
Inscrições: abertas o ano todo e podem ser feitas pelo site do Vagas.com.

Ernst & Young – trainee
São 700 vagas para estudantes universitário e recém-formados (até dois anos). Para a atuação em Ciências Contábeis, alunos a partir do 2º ano podem se candidatar e é necessário o nível básico de inglês. Para as vagas em Administração de Empresas, Ciências Atuariais, Direito, Economia, Engenharia, Estatística, Física, TI, Matemática e Relações Internacionais, serão aceitos alunos do penúltimo ano de graduação e com nível de inglês intermediário.

Salário: não informado.
Inscrições: o ano todo pelo site do programa

Nestlé – estágio
Oportunidades para estudantes de todos os cursos de graduação com conclusão do curso prevista para o período entre dezembro de 2018 e dezembro de 2020. As vagas para este programa estão localizadas em São Paulo (SP), na Sede Administrativa da Nestlé e em outros escritórios, fábricas e laboratórios na Grande São Paulo. A empresa aceita candidatos que morem num raio de até 100 km do local de interesse. Inglês intermediário é requisito mínimo, assim como conhecimentos no Pacote Office (Word, Excel, PowerPoint).

Salário: não informado
Inscrições: pelo site da Cia de Talentos

Citi – estágio
Há diversas vagas pontuais que vão sendo abertas durante todo o ano em várias áreas do banco. Podem se candidatar estudantes do ensino superior cursando a partir do segundo ano, com formação entre dezembro de 2018 e dezembro de 2020. É preciso ter nível de inglês a partir do intermediário.

Salário: não informado
Inscrições: o ano todo pelo site da Across

Ipiranga – estágio
O programa de estágio acontece durante todo o ano, conforme o surgimento de oportunidades.As inscrições estão sempre abertas, com oportunidades para estudantes do penúltimo ou último ano do ensino superior e último ano do curso técnico.

Salário: não informado
Inscrições: o ano todo pelo site da Ipiranga

Itaú Unibanco – estágio
Há oportunidades para atuar na área corporativa do banco, na rede de agências e também para estágio de férias. Estudantes a partir do terceiro semestre de cursos da área de exatas ou de humanas interessados em trabalhar na sede do banco em São Paulo (SP) podem se candidatar às vagas de estágio corporativo. Para o estágio em agências, estudantes a partir do terceiro semestre dos cursos de administração, economia e ciências contábeis. No estágio de férias, as vagas são para universitários de cursos de exatas e humanas, do primeiro ao último ano.

Salário: não informado
Inscrições: o ano todo pelo site do Itaú Unibanco

Autor: Exame Abril.

Leia mais