close

Notícias

Notícias

Proclamação da República é celebrada no dia 15 de novembro

02_Proc.Rep _15_NOV_2018

No dia 15 de novembro de 1889, na cidade do Rio de Janeiro, ocorreu a Proclamação da República Brasileira, acontecimento liderado por Marechal Deodoro da Fonseca.

O fato implantou a forma republicana presidencialista de governo no Brasil e encerrou a monarquia constitucional parlamentarista do Império.

  O Senge-CE faz memória a esta importante data histórica que representou o surgimento um regime fundado na soberania popular e no exercício pleno da cidadania.

Leia mais
Notícias

Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina

e-waste

De acordo com o estudo Global E-Waste Monitor, realizado pela Organização das Nações Unidas (ONU), o Brasil é o maior produtor de lixo eletrônico da América Latina — e 7º maior do mundo. Anualmente, o país produz 1,5 mil toneladas de lixo eletrônico, e apenas 3% de todo esse montante tem um descarte adequado.

 

Isso é preocupante pois, devido à composição química dos equipamentos, muito desse lixo eletrônico é extremamente tóxico ao ambiente.

 

Um exemplo do perigo do descarte inadequado são os cartuchos e toners de impressoras. Apesar de aparentemente inofensivos, os toners de tinta contêm um pó que, ao entrar em contato com fogo, libera gás metano, que não só potencializa o efeito estufa e causa problemas respiratórios em humanos, como também é inflamável e pode causar explosões. Já a tinta que sobra nos cartuchos de impressoras contamina o solo e o lençol freático, tornando a terra estéril e a água imprópria para o consumo.

 

Por isso que Rodrigo Oliveira, especialista ambiental do site Distribuidor de Toner, alerta que todos devemos fazer o descarte correto desses equipamentos e não apenas jogá-los no lixo comum como é costume de muitas pessoas.

Várias empresas também têm adotado um modelo de negócio mais sustentável. Por exemplo, a HP e a Lexmark desenvolvem projetos onde 20% da matéria prima provêm da reutilização de toners e cartuchos usados, enquanto a Xerox tem investido numa nova tecnologia de impressão que praticamente não deixa resíduos de tinta nos cartuchos vazios.

 

Como consumidores, vale ficarmos atentos não apenas ao modelo dos produtos utilizados — como, por exemplo, comprar produtos que possuam algum tipo de certificação de sustentabilidade, como o selo Energy Star —, mas também fazer o descarte correto desses materiais. Hoje é fácil encontrar lojas de informática ou de revendas de cartuchos de impressoras que recolhem os itens usados para o descarte apropriado, então é nossa responsabilidade garantir que esses equipamentos não sigam para lixões comuns junto com o nossos resíduos diário. A natureza agradece.

Fonte: Site CanalTech

Leia mais
Notícias

Novembro Azul – Mês do Combate ao Câncer de Próstata

unnamed
 A campanha Novembro Azul inicia este mês como forma de alertar os homens sobre o cuidado que eles precisam ter com a sua saúde.
A iniciativa surgiu em 2003, na Austrália, quando alguns amigos deixaram o bigode crescer em uma época que isso estava fora de moda. O objetivo era chamar a atenção para a saúde masculina.
A partir de então, o mês de novembro foi escolhido para realizar a conscientização mundial para prevenção e diagnóstico precoce do câncer de próstata.
Leia mais
Notícias

Portugal aposta em plataformas flutuantes para capturar energia solar

portugal-aposta-em-plataformas-flutuantes-para-capturar-energia-solar-126345

Com cada vez mais demanda de consumo de energia em todo o mundo, há a necessidade de repensar os métodos de geração de energia atuais. Em Portugal, por exemplo, está surgindo uma proposta bacana: a instalação de plataformas flutuantes em espelhos d’água para captar energia solar — chamadas de Plataformas de Energia Solar Flutuante.

A ideia é começar a construir a novidade depois da finalização do maior parque eólico flutuante na costa de Viana do Castelo, o que deve acontecer em 2019. De acordo com previsões do Banco Mundial, nas próximas duas décadas haverá uma explosão na oferta e demanda de energia solar, em especial por meio dessa tecnologia flutuante.

 

Esses painéis solares previnem o crescimento de algas nas áreas represadas e também inibem a evaporação em climas mais quentes, prevenindo até 90% dessa evaporação graças à sua estrutura especialmente desenvolvida para esta finalidade. Ainda, a energia solar flutuante não ocupa espaço em terra e, portanto, não precisa de investimentos para a preparação do piso ou do solo para acomodar as estruturas dos painéis.

Já falando em desvantagens, aqui entra o custo. É que plataformas flutuantes e a fiação resistente à água são mais caras do que seriam em painéis terrestres. De qualquer maneira, o investimento vale a pena, porque o custo dos painéis está caindo no país — pioneiro desta tecnologia na Europa.

 

 

Entre 2016 e 2017, Portugal criou a primeira central do tipo na Barragem do Alto Rabagão. O sistema tem capacidade de 220 quilowatts no pico e produz 300 MWh por ano. A tecnologia vem apresentando, ainda, vantagens ambientais com a proteção da radiação solar no meio subaquático, com menor proliferação de algas e com redução do efeito eutrofizante, diminuindo as emissões de gases de efeito estufa. Ainda é uma solução mais cara do que painéis instalados em terra, é verdade, mas especialistas já vêm estudando soluções otimizadas para reduzir esse diferencial em um prazo não muito longo.

Assim, espera-se que, em um futuro próximo, vejamos mais e mais plataformas flutuantes de energia solar sendo construídas ao redor do mundo, com espelhos d’água se tornando painéis de captação de energia solar, que converte a luz do Sol em eletricidade por meio da tecnologia fotovoltaica — visando mais eficiência e menos dano para o meio-ambiente.

Fonte: Site CanalTech

Leia mais
Notícias

Sistema de tratamento de esgoto remove 98% dos contaminantes

7070875_x720

Dos 68 milhões de domicílios brasileiros, 80% têm coleta de esgoto ou fossa séptica, segundo os últimos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mas, olhando apenas para a zona rural, o número cai para 38,7%.

Incomodado com o esgoto da casa e os dejetos da criação de suínos que eram despejados diretamente no solo, Jonas Rodrigo dos Santos resolveu desenvolver seu próprio sistema de tratamento, quando ainda cursava a faculdade de engenharia ambiental, em 2013.

  • Veja passo a passo como montar sistema

O projeto deu tão certo que, no ano seguinte, foi escolhido pela Agência Nacional de Águas (ANA) como um dos três melhores do país voltados aos cuidados com a água.

“Na zona rural não há coleta de esgoto, cada pessoa que tem que buscar o seu e não é exigido isso (o tratamento)”, diz.
“Nossa área rural é totalmente esquecida, deveria ter centrais para cada residência realizar o tratamento.”

O esgoto da casa de Jonas, que fica em Capanema, no Paraná, ia para uma fossa negra e infiltrava no solo, gerando um potencial de contaminação para os moradores. A água da lavagem das baias dos suínos tinha um destino ainda pior: ficava a céu aberto, o que trazia uma série de impactos ambientais.

Agora, tudo vai para um sistema de filtragem que, visto de fora, parece um jardim, com flores e bananeiras.

Como funciona

 

Por dentro, ele funciona assim: primeiro o esgoto vai para uma fossa séptica e impermeabilizada, onde o material sólido se acumula no fundo.

Depois, a parte mais líquida do efluente é coletada por um septo e segue pelo tanque de filtros, chamado de zona de raízes.

A filtragem é feita por pedras e também por plantas que, com suas raízes, captam os nutrientes do esgoto e devolvem água limpa.

Para montar o sistema, o primeiro passo é fazer a ligação do esgoto e dos dejetos dos animais que serão despejados na fossa séptica. A fossa séptica é quadrada, com 1,8 metro de lado e 1,8 metro de profundidade. Ela é construída de alvenaria, com reboco para impermeabilizar.

O tanque de tratatamento, interligado com a fossa, também deve ser construído totalmente de alvenaria. E deve ter uma declividade de 10%, pois os efluentes circulam dentro do sistema por gravidade.

O sistema de Jonas, que trata o esgoto de uma família de quatro pessoas e de uma criação de 12 animais, tem 4 metros de um lado, 10 do outro, e 80 centímetros de profundidade.

O tratamento é feito em quatro filtros, divididos por paredes, mas interligados por uma pequena abertura. O primeiro deles é preenchido com pedras brutas grandes, o segundo leva britas, o terceiro tem pedriscos e o quarto, o mais fino, recebe areia.

Cada um dos filtros tem canos de 300 ml, onde são colocadas as plantas. Os canos são cheios de furos, para que as raízes das plantas tenham contato com os efluentes.

Jardim

 

Do lado de fora, três plantas estão sendo testadas: a flor beijinho (na primeira fase), bananeiras (na segunda) e taioba (na terceira).

No sistema original, a planta usada na primeira fase foi a taboa, que tem grande capacidade de absorver oxigênio, segundo Jonas. A troca pelo beijinho foi feita justamente para avaliar a eficiência de outras plantas, mas o ideal é começar com a taboa, explica.

Já a bananeira foi escolhida porque uma planta adulta pode eliminar mais de 20 litros de água limpa por dia dentro do sistema.

Na última parte vai a taioba, planta comestível que tem uma característica bem específica. “Só ela é consegue retirar parte dos coliformes fecais e armazenar no seu caule e folha. É preciso até que queimá-la depois, pela quantidade de coliformes na sua estrutura”, conta Jonas.

Depois de passar por todo o sistema de tratamento, a água turva e contaminada separada do esgoto sólido sai do último filtro cristalina.

“A água sai praticamente potável. Se comparamos os parâmetros, a gente tem hoje uma remoção de 98% dos contaminantes do efluente. Basta ter acesso a esse conhecimento para que possam fazer o tratamento nas residências”, afirma Jonas.

O lodo que se acumula no fundo da fossa séptica precisa ser retirado a cada seis meses e, do lado de fora, as plantas que crescerem muito devem ser substuídas para que as raízes não prejudiquem o sistema de tratamento.

O sistema de Jonas custou R$ 7 mil na época em que foi feito, mas se o filtro for apenas para esgoto doméstico, o tamanho e o custo podem ser reduzidos.

Fonte: G1.com

Leia mais
Notícias

Ceará está entre os três estados brasileiros com maior capacidade instalada de energia eólica

Parque-de-Aracati

O Brasil ultrapassou a marca de 14 GW de capacidade instalada de energia eólica, divididas em 568 parques eólicos e mais de 7 mil aerogeradores em 12 estados do País. O Ceará é o terceiro estado com a maior capacidade instalada. Com 80 usinas, a potência do Estado é de 2.049,9 MW. À frente do Ceará estão Rio Grande do Norte, que tem 146 usinas e produziu 3.949,3 MW, e Bahia, que tem 133 usinas e produziu 3.525,0 MW.

Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), a fonte eólica tem mostrado crescimento consistente, passando de menos de 1 GW em 2011 para os 14 GW de agora, completamente conectados à rede de transmissão. Em média, a energia gerada por estas eólicas equivale atualmente ao consumo residencial médio de cerca de 26 milhões de habitações (80 milhões de pessoas).

Segundo a Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica), a fonte eólica tem mostrado crescimento consistente, passando de menos de 1 GW em 2011 para os 14 GW de agora, completamente conectados à rede de transmissão. Em média, a energia gerada por estas eólicas equivale atualmente ao consumo residencial médio de cerca de 26 milhões de habitações (80 milhões de pessoas).

Tabela divulgada pela Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica)
A energia eólica já chega a atender quase 14% do Sistema Interligado Nacional (SIN). O dado está no último Boletim Mensal de Dados do ONS, referente ao mês de setembro e que mostra que, no dia 19 de setembro, uma quarta-feira, a energia eólica chegou ao percentual de 13,98% de atendimento recorde do SIN.
No caso do Nordeste, os recordes de atendimentos a carga já ultrapassam 70%. O dado mais recente de recorde da região é do dia 13 de setembro, uma quinta-feira, quando 74,12% da demanda foi atendida pela energia eólica, com geração média diária de 7.839,65 MWmed e fator de capacidade de 76,58%. Nesta data, houve uma máxima às 8 horas, com 82,34% de atendimento da demanda e 85,98% de fator de capacidade. Vale mencionar também que, nesse mesmo dia, o Nordeste foi exportador de energia durante todo dia, uma realidade totalmente oposta ao histórico do submercado que é por natureza importador de energia.
“Gosto sempre de lembrar que o Brasil passou do 15º lugar no Ranking de Capacidade Instalada de energia eólica em 2012 para a 8ª posição no ano passado, segundo o Global Wind Energy Council. Também é importante mencionar que, no ano passado, a Bloomberg New Energy Finance estimou o investimento do setor eólico no Brasil em US$ 3,57 bilhões (R$ 11,4 bilhões), representando 58% dos investimentos realizados em renováveis no País (eólica, solar, biomassa, biocombustíveis e resíduos, PCH e outros). Considerando o período de 2010 a 2017, o investimento já passa dos US$ 30 bilhões. Estes são alguns dos dados que mostram a importância do setor eólico, nossa capacidade de crescer, fazer investimentos e trazer benefícios para o Brasil”, explica Elbia Gannoum, Presidente Executiva da ABEEólica.
Nos primeiros oito meses do ano de 2018, as eólicas geraram uma quantidade de energia 19% superior ao gerado no mesmo período do ano passado, de acordo com dados consolidados do boletim InfoMercado mensal da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. A CCEE também informou que durante o mês de agosto, as usinas eólicas registraram a maior produção de energia da história ao alcançar 7.017 MW médios. A produção elevou a representatividade da fonte, em relação a toda energia gerada no período pelas usinas do Sistema, para 11,5% em 2018.
Até 2024, serão instalados mais 4,46 GW em 186 novos parques eólicos, levando o setor à marca de 18,80 GW, considerando apenas leilões já realizados e contratos firmados no mercado livre. Com novos leilões, estes montantes se elevarão.
“Sobre novas contratações e sobre o futuro da energia eólica, acho sempre importante explicar que nossa matriz tem a admirável qualidade de ser diversificada e assim deve continuar. Cada fonte tem seus méritos e precisamos de todas. É preciso que isso fique claro. Do lado da energia eólica, o que podemos dizer é que a escolha de sua contratação faz sentido do ponto de vista técnico, social, ambiental e econômico, já que tem sido a mais competitiva nos últimos leilões. Além disso, acreditamos ser uma escolha lúcida quando se tem ideais de uma sociedade mais justa e de um futuro mais sustentável e de respeito à natureza”, disse Elbia Gannoum.
Leia mais
Notícias

Abertas as inscrições para o Fórum Multissetorial promovido pelo IHAB

bbb67b29306b45dfa1a7ccd866c1f6a55f8dc9dd1021b3abdb75e521cac98ec35bd4dedfeb8497dcimage1

O Fórum Multissetorial ocorre como iniciativa preparatória para o Encontro Intercontinental sobre a Natureza – O2 que ocorre em novembro dos anos ímpares para contribuir em fazer de Fortaleza a capital da NATUREZA e do Ceará o Estado do PRESERVAR com apresentações de casos exitosos e projetos inovadores de convivência harmoniosa HOMEM NATUREZA.

A Responsabilidade Ambiental, tratada no final do século passado como um modismo, assume, no século XXI, caráter estratégico passando a fator determinante nas relações políticas e econômicas entre nações e empresas e seu desenvolvimento, enquanto prática, requer envolvimento de todos os setores da sociedade.

 

Os estudos dos impactos ambientais envolvendo todo o ciclo de vida de produtos e serviços, em toda a cadeia produtiva, estão motivando o estabelecimento de tratados, acordos, legislações e normalizações, colocando as questões ambientais definitivamente na agenda e estão provocando profundas modificações nas relações econômicas tanto a nível local como intercontinental, em todos os setores da sociedade.

Faça sua inscrição no Link: http://ihab.org.br/forum/
Leia mais
Notícias

Dia do Engenheiro Aeronáutico

EngenheiroAeronautico-29.10.2018.02
     Os profissionais da Engenharia Aeronáutica são responsáveis pelo gerenciamento de atividades aeroespaciais e pelos projetos e manutenção de aeronaves.
     O SENGE – CE destaca o dia desse profissional e ressalta o seu valor para o Engenharia e para o desenvolvimento de uma sociedade mais dinâmica e moderna.

 

Leia mais
Notícias

Inscrições abertas para o processo seletivo de estágio em Engenharia Ambiental e Sanitária

cogerh_ce-min

    A Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos do Estado do Ceará (COGERH) abriu inscrições para o processo seletivo de estágio para alunos de ensino superior do curso de Engenharia Ambiental e Sanitária.

O valor da bolsa é de R$ 671,95 e a inscrição deve ser feita na Gerência da Bacia do Banabuiú, situada na rua Dona Francisca Santiago, nº 44, bairro Centro, Quixeramobim.

O candidato deverá apresentar os seguintes documentos: comprovante de matrícula do semestre de 2018 em vigor, histórico escolar do curso, curriculum vitae atualizado contendo a informação sobre a área profissional e vaga que deseja concorrer, e cópia de documento de identidade.

Os participantes passarão por duas etapas de classificação. Elas serão compostas por Análise da documentação e Prova de conhecimentos específicos, de caráter classificatório e eliminatório.

Ressaltamos que os candidatos devem estar regularmente matriculados em curso superior da área e ter cursado, no mínimo 50% dos créditos requeridos para conclusão da graduação.

O Processo Seletivo tem validade de seis meses, a contar da publicação de homologação de resultado final, sendo prorrogado por igual período, a critério do Presidente da Companhia, conforme edital de abertura disponibilizado em nosso site para consulta.

EDITAL DE ABERTURA Nº 012/2018

PROVAS RELACIONADAS

Leia mais
Notícias

Dia do Engenheiro Civil

EngenheiroCivil_25.10

O 25 de outubro é marcado pelo Dia do Engenheiro Civil, mas estende a homenagem também aos profissionais da construção civil.

A data faz alusão ao dia da beatificação, pelo papa João Paulo II, de Frei Antônio de Sant´Anna Galvão, considerado patrono da construção civil.

Os engenheiros dessa área atuam nas funções de comando dentro da cadeia produtiva da construção, sendo de grande valia sua atuação para transformar sonhos em realidade e impulsionar o desenvolvimento do país.

O SENGE – CE parabeniza a todos esses profissionais.

Leia mais