close

Notícias

Notícias

Vulcão entra em erupção nas Ilhas Canárias espanholas

000-9n723j

Logo após a erupção, governo local pediu aos moradores que ‘tenham extrema cautela’ e fiquem longe da área e das estradas. Risco da formação de tsunamis que afetem a costa brasileira foi considerado muito remoto.

Um vulcão entrou em erupção neste domingo (19) em La Palma, uma das ilhas do arquipélago espanhol Ilhas Canárias, lançando uma nuvem de fumaça e cinzas a partir do parque nacional Cumbre Vieja, no sul da ilha.

Na quinta-feira (16), já havia sido emitido um alerta amarelo de risco de erupção do vulcão, o que chegou a provocar inclusive o temor da formação de tsunamis que poderiam atingir a costa brasileira, principalmente o litoral setentrional, formado por Ceará, Rio Grande do Norte e nordeste do Maranhão. O risco, porém, foi considerado muito remoto por especialistas.

Segundo o pesquisador Saulo Vital, professor do Departamento de Geociências da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e Coordenador do Núcleo de Estudos e Ações em Urgências e Desastres (NEUD), o alerta é importante, mas não é dos mais graves.

As autoridades já haviam começado a retirar os moradores enfermos e alguns animais de aldeias vizinhas antes da erupção, que ocorreu em Cabeza de Vaca, em El Paso, às 15h15 do horário local (11h15 no horário de Brasília), de acordo com o governo das Ilhas Canárias.

Antes da erupção, os cientistas registraram uma série de terremotos de magnitude 3,8 no parque nacional, de acordo com o Instituto Geográfico Nacional Espanhol (ING).

Logo após a erupção, o governo local pediu aos moradores que “tenham extrema cautela” e fiquem longe da área e das estradas.

De acordo com o prefeito Sergio Rodríguez, 300 pessoas foram retiradas de suas casas e enviadas para o campo de futebol de El Paso. Estradas foram fechadas devido à explosão e as autoridades pediram aos curiosos para não se aproximarem da área.

A população das aldeias vizinhas foi instruída ainda a ir a um dos cinco abrigos, e soldados foram enviados para ajudar na remoção dos moradores. Espera-se que mais residentes sejam evacuados das cidades na região.

A televisão espanhola mostrou fontes de lava sendo lançadas, e nuvens de fumaça podiam ser vistas do outro lado da ilha. Enormes plumas vermelhas cobertas com fumaça preta e branca dispararam ao longo da crista vulcânica. Um fluxo de lava negra com a ponta em chamas deslizava em direção a algumas casas na vila de El Paso.

Lava e fumaça sobem após a erupção de um vulcão no parque nacional Cumbre Vieja em El Paso, nas ilhas Canárias de La Palma — Foto: Borja Suarez/Reuters
Lava e fumaça sobem após a erupção de um vulcão no parque nacional Cumbre Vieja em El Paso, nas ilhas Canárias de La Palma — Foto: Borja Suarez/Reuters

La Palma, com uma população de 85 mil habitantes, é uma das oito ilhas do arquipélago das Ilhas Canárias na costa oeste da África. No ponto mais próximo da África, está a 100 km do Marrocos.

O primeiro-ministro do governo espanhol, Pedro Sánchez, viajou no domingo para a ilha de La Palma, anunciou seu gabinete.

“Diante da situação gerada na ilha de La Palma, o presidente do Governo adiou a viagem prevista para hoje a Nova York para participar da Assembleia Geral da ONU e se deslocará nesta mesma tarde às Canárias para acompanhar a evolução dos acontecimentos”, informou o serviço de imprensa do governo espanhol em um comunicado.

Leia mais
Notícias

Cientistas criam tinta capaz de eliminar a necessidade de ar-condicionado

tinta-mais-branca

“Espelho, espelho, meu, existe tinta mais branca do que eu?”, perguntou a tinta branca. Sim, responderam os cientistas de um laboratório da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos. Eles criaram uma tinta branca, tão branca, que ela entrou para o livro de recordes mundiais do Guinness.

Mas, por que alguém iria querer pintar sua casa com uma tinta extrabranca? Para os cientistas, a resposta é reduzir ou até mesmo eliminar a necessidade de ar-condicionado. Ou seja, economia na luz e preservar o meio-ambiente.

“Quando iniciamos este projeto há cerca de sete anos, tínhamos em mente a economia de energia e o combate às mudanças climáticas”, disse Xiulin Ruan, professor de Engenharia Mecânica em Purdue, em um comunicado.

Vale lembrar que, nos Estados Unidos, o carvão ainda é a principal fonte de energia elétrica em muitos estados.

Como a tinta funciona?

A ideia inicial dos pesquisadores era fazer uma tinta que refletisse a luz do sol. Atualmente, as tintas com essa finalidade só conseguem rejeitar de 80% a 90% da luz solar. Além disso, elas não conseguem tornar as superfícies mais frias do que a temperatura ambiente.

Porém, para tornar essa tinta realmente reflexiva era necessário também que ela fosse muito branca. Para isso, os pesquisadores usaram uma concentração muito alta de sulfato de bário com partículas em diferentes tamanhos. Para se ter uma ideia, esse é um composto químico também usado em papel fotográfico e cosméticos.

Com isso, os pesquisadores da universidade conseguiram criar uma tinta capaz de refletir 98,1% da radiação solar enquanto também emite calor infravermelho.

Assim, como a tinta absorve menos calor do que emite, uma superfície revestida com essa tecnologia consegue ser resfriada abaixo da temperatura ambiente. E o melhor: sem consumir energia para isso.

Por exemplo, usar a tinta em um telhado com cerca de 93 metros quadrados pode resultar em uma potência de resfriamento de 10 kW. “Isso é mais poderoso do que os [aparelhos] de ar-condicionado usados ​​pela maioria das casas”, explicou Ruan.

Agora, a ideia dos cientistas é colocar essa tinta extrabranca no mercado. Para isso, eles anunciaram já terem feito uma parceria com uma empresa.

Fonte: Olhar DigitalUSA Today

Leia mais
Notícias

“Usina portátil” pode recarregar no sol e promete abastecer uma casa inteira

i504740

Uma startup com sede em São Francisco, nos EUA, lançou o que eles chamam de “miniusina portátil”. A EcoFlow DELTA é uma estação de energia compacta do tamanho de uma torradeira com capacidade de armazenamento de 882 Wh e potência de 1400 W, eletricidade suficiente para alimentar uma geladeira pequena por até 12 horas.

O equipamento também pode ser usado para fornecer energia para até 12 eletrodomésticos ao mesmo tempo, como TVs, laptops e câmeras, ou funcionar como uma bateria de emergência para a casa toda em casos de falta de eletricidade, sem a necessidade de geradores barulhentos movidos à gasolina ou óleo diesel.

Equipada com uma tecnologia de carregamento rápido, a Ecoflow atinge 80% de sua carga máxima em apenas uma hora, e a capacidade completa em 1,6 hora. Segundo a empresa, outras soluções disponíveis no mercado levam o triplo desse tempo para serem totalmente recarregadas.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Praticidade

Fora de casa, a estação de energia pode ser recarregada utilizando painéis solares de 110 W — que garantem uma carga completa em até oito horas — ou pela entrada de 12 V do carro, garantindo eletricidade mesmo sem uma tomada convencional por perto.

http://https://www.youtube.com/watch?v=NnRN4le9X1g

O uso do aplicativo EcoFlow é obrigatório para aproveitar ao máximo todos os recursos do gerador. Com o app é possível controlar a velocidade de carregamento, checar a saúde da bateria, saber quais equipamentos estão conectados e verificar o consumo de cada um deles em tempo real.

O sistema de carregamento da EcoFlow é baseado na tecnologia de baterias LFP — o mesmo tipo usado nos veículos elétricos da Tesla —, que garantem energia durante pelo menos 3.500 ciclos de carga antes que sua capacidade seja reduzida em 20%. Essa tecnologia também permite até um ano de vida útil, mantendo a carga completa.

Quanto custa

A estação portátil de energia está em fase de financiamento coletivo e promete entregar as primeiras unidades até o fim do mês de setembro de 2021. Ter uma belezinha dessas, porém, não é exatamente barato: uma unidade da EcoFlow DELTA mini custa US$ 999 (mais de R$ 5 mil em conversão direta e sem levar em conta as taxas de importação).

Por enquanto, o produto está disponível apenas para vendas nos Estados Unidos, onde, segundo a empresa, a demanda por esse por geradores elétricos mais eficientes e livres de combustíveis fósseis aumentou em quase 70% nos últimos dois anos, principalmente em regiões mais afastadas dos grandes centros urbanos.

“A DELTA mini é menor, mais leve e acessível, tornando a eletricidade um elemento portátil, que pode ser transportado para qualquer lugar que o usuário queira. É uma forma consciente de manter todos os equipamentos de uma casa funcionando sem precisar recorrer a geradores barulhentos que não se preocupam com o meio ambiente”, encerra o CEO da fabricante Thomas Chan.

Fonte: Ecoflow

Leia mais
Notícias

Senge-CE aprova contas de 2020 em AGO realizada nesta quarta-feira (15)

WhatsApp Image 2021-09-16 at 17.41.17

O Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE), aprovou por maioria simples, durante Assembléia Geral Ordinária na última quarta-feira (15), as contas sindicais referentes ao exercício de 2020, incluindo receitas e despesas.

É interesse fundamental da gestão 2019/2022 do Senge-CE prezar pela transparência e o compromisso com o interesse dos associados. Para isso, a contadora do Senge-CE, Dra Sandra de Paula e o presidente do Conselho Fiscal, Dr Ubiratan Sales, explanaram detalhadamente toda a composição dos gastos. A aprovação se deu por 38 votos a favor e 2 contrários, estando presentes na ocasião 52 associados.

As informações podem ser conferidas no link: https://sengece.org.br/prestacao-de-contas-2020/

Leia mais
Notícias

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

WhatsApp Image 2021-09-13 at 11.25.12

A Diretoria Executiva do SENGE/CE, por sua Presidente, abaixo subscrita, em conformidade com as disposições contidas em seu Estatuto Social, convoca os seus associados a se fazerem presentes à Assembleia Geral Ordinária a realizar-se na sede do SENGE-CE, situada na Rua Alegre, nº 01, Praia de Iracema, Fortaleza-CE, no dia 15 de setembro de 2021, às 17 horas, em primeira convocação, com a presença da maioria simples de seus associados ou às 18 horas, em segunda e última convocação, com qualquer número de associados presentes para, nos termos do § 2º, “a”, do Art. 15, do Estatuto do SENGE/CE, deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: a) Prestação de Contas do exercício de 2020.

Fortaleza, 12 de setembro de 2021
Eng.ª Civil Teodora Ximenes da Silva
Diretora Presidente do Senge-CE

Leia mais
Notícias

Banco Central anuncia mudanças no pagamento por PIX. Saiba quais são

Screenshot_1

O Banco Central anunciou, nesta sexta-feira (27/8), que vai implementar novas medidas no pagamento por PIX, com o objetivo de reforçar a segurança da operação. De acordo com o órgão, haverá redução no limite de transferência durante o período noturno, prazo mínimo de 24h para aprovação de aumento do limite de transações, e cadastro prévio de contas que poderão receber PIX em valores acima dos limites estabelecidos.

Segundo a autarquia, as medidas de redução de limite aumentam a proteção dos usuários e visam a conter crimes que utilizam os meios de pagamento on-line. O BC argumenta que, a partir de agora, os baixos valores que serão obtidos em ações criminosas tendem a não compensar os riscos.

“[As] medidas se concentram, principalmente, na segurança desses meios de pagamento contra crimes perpetrados por bandidos impondo coação a vida humana, por exemplo, sequestros relâmpagos ou roubos e fraudes em meios de pagamentos eletrônicos, que é um problema social e grave igualmente”, disse o diretor da Organização do Sistema Financeiro e Resolução do BC, João Manoel Pinho de Mello.

Segundo Mello, o número de transações com suspeita de fraude na base de dados do PIX é de meia transação a cada 100 mil transações.

“Se considerar desde o início do sistema, é uma transação suspeita de fraude ou crime violente na base do PIX a cada 100 mil transações. Não há evidência de aumento, há evidência de diminuição [do número de fraudes]”, afirmou Mello.

Apesar dos dispositivos adotados, o BC deixa claro que “os mecanismos de segurança presentes no PIX e nos demais meios de pagamento não são capazes de eliminar por completo a exposição de seus usuários a riscos”. As mudanças foram anunciadas após o aumento de golpes praticados por meio da plataforma digital.

Veja a lista de medidas que serão implementadas:
  • limite de R$ 1.000,00 para operações entre pessoas físicas (incluindo MEIs) utilizando meios de pagamento em arranjos de transferência no período noturno (das 20 horas às 6 horas), o que inclui transferências intrabancárias, PIX, cartões de débito e liquidação de TEDs;
  • prazo mínimo de 24 horas e máximo de 48 horas para a efetivação de pedido feito pelo usuário, mediante canal digital, para aumento de limites de transações com meios de pagamento (TED, DOC, transferências intrabancárias, PIX, boleto, e cartão de débito), com o objetivo de impedir o aumento imediato em situação de risco;
  • clientes poderão estabelecer diferentes limites transacionais no PIX para os períodos diurno e noturno; assim, também será possível autorizar limites menores durante a noite;
  • instituições devem possibilitar que usuários cadastrem previamente contas que poderão receber PIX acima dos limites estabelecidos, o que permitirá a manutenção de limites baixos para as demais transações;
  • prazo mínimo de 24h para que o cadastramento prévio de contas por canal digital produza efeitos, de forma a impedir o cadastramento imediato em situação de risco;
  • instituições financeiras poderão reter uma transação por 30 minutos durante o dia ou por 60 minutos durante a noite, para a análise de risco da operação; o usuário deverá ser informado quanto à retenção;
  • será obrigatório o mecanismo, já existente e hoje facultativo, de marcação, no Diretório de Identificadores de Contas Transacionais (DICT), de contas com indícios de fraudes no PIX, inclusive no caso de transações realizadas entre contas mantidas no mesmo participante;
  • serão permitidas consultas ao DICT para alimentar os sistemas de prevenção à fraude das instituições, de forma a coibir crimes envolvendo a mesma conta em outros meios de pagamento e com outros serviços bancários;
  • participantes do PIX deverão adotar controles adicionais em relação a transações envolvendo contas marcadas no DICT, inclusive para fins de eventual recusa a seu processamento, com o intuito de coibir a utilização de contas de aluguel ou “laranjas”;
  • participantes de arranjos de pagamentos eletrônicos devem compartilhar, tempestivamente, com autoridades de segurança pública, as informações sobre transações suspeitas de envolvimento com atividades criminosas;
  • instituições reguladas devem manter controles adicionais sobre fraudes, com reporte para o Comitê de Auditoria e para o Conselho de Administração ou, na sua ausência, à Diretoria Executiva, bem como manter à disposição do Banco Central tais informações; e
  • haverá um histórico comportamental e de crédito para que empresas possam antecipar recebíveis de cartões com pagamento no mesmo dia (D+0), com o objetivo de mitigar a ocorrência de fraudes.

Mello afirmou que “o Banco Central monitora constantemente e fará intervenções que não imponham custos aos usuários”. Segundo o representante da entidade, “existem coisas que são muito boas, mas que às vezes têm efeitos colaterais”. Esse seria o caso do PIX e, por isso, é necessário que as mudanças sejam implementadas.

Fonte: https://www.metropoles.com/

Leia mais
Notícias

Novo scooter elétrico Honda tem preço de celular e não exige habilitação

scooter-honda-u-go-de-frente-em-movimento

Que tal pagar apenas US$ 475, valor que equivale a cerca de R$ 2.500, por um scooter Honda? Pois é o quanto custa o U-BE, que chega ao mercado pelo preço de um celular. A má notícia é que, ao menos por enquanto, o modelo só é vendido na China: ainda não há informações sobre um possível lançamento aqui no Brasil.

Assista ao vídeo do scooter Honda U-BE:

 

É claro que, por esse preço, não dá para exigir grande desempenho do scooter da Honda. O motor do U-BE tem 350 Watts, valor equivalente ao de um eletrodoméstico. Desse modo, a velocidade máxima é de 25 km/h, valor similar ao de uma bicicleta. Porém, o fabricante explica que é justamente essa a proposta do veículo: proporcionar deslocamentos em meio aos congestionamentos dos grandes centros urbanos.

E as semelhanças com as bicicletas não param por aí: o scooter Honda U-BE tem pedais, que podem ser utilizados para poupar a carga da bateria. Aliás, se não brilha em desempenho, o modelo manda muito bem quando o assunto é autonomia: pode rodar até 80 km sem abastecer, e isso sem que o condutor precise pedalar.

Scooter Honda U-BE se enquadra como bicicleta elétrica

Caso seja vendida no Brasil, essas características darão ao Honda U-BE uma vantagem adicional: ela não precisará de habilitação para ser conduzida. É que o scooter, de acordo com a legislação brasileira, se enquadraria como bicicleta elétrica: assim, poderia até transitar por ciclovias sem problema algum!

A Resolução 465 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), emitida em 2013, classifica como  ciclo motorizado elétrico qualquer veículo que atenda às seguintes condições:

I – com potência nominal máxima de até 350 watts;

II – velocidade máxima de 25 km/h;

III – serem dotadas de sistema que garanta o funcionamento do motor somente quando o condutor pedalar;

IV – não dispor de acelerador ou de qualquer outro dispositivo de variação manual de potência;

V – estarem dotadas de:

a) indicador de velocidade;

b) campainha;

c) sinalização noturna dianteira, traseira e lateral;

d) espelhos retrovisores em ambos os lados;

e) pneus em condições mínimas de segurança.

Caso a Honda decida vender o scooter U-BE no Brasil, o preço deverá subir devido à carga tributária. Assim, não é de se esperar que o modelo saia por menos de R$ 4.000. Porém, ainda assim trata-se de um valor equivalente ao de um celular top de linha.

Fonte: https://autopapo.uol.com.br/

Leia mais
Notícias

Senge-CE proporciona capacitação sobre BIM; método é realidade nas demandas do mercado

4e2ce724-1331-4056-8cfb-029c49a86646

O BIM (Modelagem de Informação da Construção, sigla em português) é uma técnica exigida pelo mercado para projetos de engenharia, o que exige grande empenho por parte dos profissionais em garantir a reciclagem de aprendizado e o desenvolvimento de novas habilidades. Neste sentido, o Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) vem incentivando seus associados com palestras e cursos ofertados pela instituição.

Grande referência no cenário da engenharia cearense, Marcelo Silveira, também participou de um momento com os associados para dividir seus conhecimentos e experiências, apresentando o caso prático “BS Design”, prédio que utilizou o sistema em sua modelagem.

“Projetar hoje em dia está muito ligado a esse tipo de plataforma como o BIM. Por isso, vamos mostrar a realidade como ela é, um caso prático e feito por nós, que é o BS Design”, enfatizou.

Durante o evento “Semana do Estudante – Tardes de Conhecimento”, a palestra “Empreendedorismo em projetos residenciais através do BIM” levou estudantes à sede do Senge-CE. O engenheiro civil Wellington Júnior foi o responsável por apresentar e esclarecer as dúvidas sobre o assunto.

“BIM é uma metodologia que já é realidade no mercado de trabalho, mas ainda é apenas uma tendência nas universidades, o que dificulta muito a inserção dos alunos nessa transição”, pontuou.

Leia mais
Notícias

CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

240458030_365884385032503_5988647021380907422_n

A Diretora Presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará, nos termos do Art. l4,§ 2º do seu Estatuto Social, convoca seus associados a se fazerem presentes a Assembleia Geral Ordinária a realizar-se na sede do SENGE-CE, situada à Rua Alegre, nº 01, Praia de Iracema, Fortaleza -CE, no dia 30 de agosto de 2021, às 18 horas em primeira Convocação e às 19 horas em segunda e última Convocação, com qualquer número de presentes, para deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: a) Prestação de Contas do exercício de 2020;

Fortaleza, 23 agosto de 2021
Eng.ª Civil Teodora Ximenes da Silva
Diretora Presidente do Senge-CE

Leia mais