close
EducaçãoNotícias

Secretário Inácio Arruda é destaque em aula inaugural da UFC

no thumb

 

O Secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado, Inácio Arruda foi, na quinta-feira, 19, o destaque na aula inaugural do semestre letivo no Centro de Tecnologia da UFC, unidade acadêmica de 13 cursos de Engenharia, de Arquitetura e Urbanismo e de Design. Inácio apresentou um levantamento histórico de brasileiros que impulsionaram o progresso tecnológico no País, a partir de José Bonifácio de Andrade Silva, “patriarca da Independência, homem da ciência e do conhecimento”, que formulou os princípios da Constituição de 1822, em prol da ciência e da soberania do País.

Secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado, Inácio Arruda, foi um dos convidados.
Secretário da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado, Inácio Arruda, foi um dos convidados.

Arruda mencionou também a fundação do Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA) pelo cearense Casimiro Montenegro Filho, na década de 1940. A fundação da Capes, do CNPq, do BNDES, da Petrobras e da UFC convergiram na década seguinte, 1950, período de expansão das universidades para o Norte e Nordeste do País, pois, em todas as regiões, “a inteligência precisava de oportunidade”, declarou.

A interiorização da UFC para os municípios de Russas, Crateús, Quixadá, Sobral e para a região do Cariri também foi enaltecida pelo secretário. “Isso é expandir, levar o conhecimento”. Segundo ele, o Estado está sobre bases mais sólidas do que há 50 anos, com a atuação de agências de fomento, como Funcap e Finep, de projetos como o Cinturão Digital e do desenvolvimento da indústria de base, com indústria laminadora de aço no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), prevista para 2017.

“Quando entrei na UFC pela primeira vez, no Curso de Matemática, numa turma de cinco alunos, a gente pensava em ser cientista, aquele sonho e vontade de ajudar o País estava em nós. Esse é um desafio permanente que agora está nas mãos de vocês. Sucesso nessa jornada”, disse Arruda.

Auditório Cândido Pamplona ficou repleto.
Auditório Cândido Pamplona ficou repleto.

O Pró-Reitor de Graduação, Custódio Almeida, discorreu sobre a história das universidades, “instituição que herda a tradição milenar de construir a humanidade”, disse ele. O também docente do Curso de Filosofia da UFC disse que o exercício do diálogo, da alteridade e da tolerância com as diferentes formas de pensamento, credo, filiação política, orientação sexual etc., deve ser levado para a sociedade. “A UFC quer pedir a vocês, nos seus 60 anos, que sejam engenheiros, arquitetos e designers que constroem a humanidade”.

O diretor do Centro, Prof. Barros Neto, orientou os alunos sobre a necessidade de buscarem uma formação interdisciplinar, cursando, também, conteúdos de outras graduações. “Engenheiros trabalham em grupo, é importante que vocês transitem em diversas áreas”, disse. Ele lembrou que, no momento em que os novos estudantes iniciam sua carreira, o contexto socioeconômico do País é de crise hídrica e energética devido ao déficit estrutural e tecnológico em que as novas gerações são chamadas a intervir.

Barros Neto convidou os alunos a colaborarem com o projeto de extensão Pró-ExaCTa, em que os alunos de Engenharia dão aulas gratuitas aos candidatos ao ENEM da rede pública. Como apoio aos estudos indicou as salas de monitoria e de computação, instaladas no bloco 707 e à disposição dos alunos para a realização de trabalhos. “Vocês já começaram a sua formação, não deixem as dificuldades se acumularem, não se distanciem da Universidade e sejam felizes no Centro de Tecnologia”, desejou ele.

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Ceará (Sinduscon-CE), o engenheiro civil André Montenegro de Holanda, falou aos ingressantes de Engenharia Civil, Engenharia Elétrica, Engenharia de Produção, Engenharia de Telecomunicações e Engenharia Metalúrgica. Ele deixou um conselho: “Tenham ideias, inovem, sejam curiosos; o mundo é de quem inventa. Não entrem nessa onda de pessimismo, cabeças pensantes têm a chance de mudar o País”.

Montenegro compartilhou com os alunos suas lembranças como estudante e do início da carreira, em 1984, quando foi exercer a profissão no estado do Acre. Falou também das viagens que fez para conhecer inovações tecnológicas pelo mundo, como o laboratório do MIT, onde “se pensa o impossível” e dos valores de sustentabilidade implantados na Suécia – “Natureza na construção e construção na natureza”. E também das ideias surgidas no Ceará, como a casa construída com placas de plástico PVC.

No Auditório Cândido Pamplona, no Campus do Pici Prof. Prisco Bezerra, o diretor do Centro de Tecnologia, José de Paula Barros Neto; o vice-diretor Prof. Marco Aurélio Holanda de Castro; o Pró-Reitor de Graduação, Prof. Custódio Almeida; o coordenador de Extensão do Campus do Pici, Almir Holanda; a coordenadora do Ciclo Básico, Natália Maria Cordeiro Barroso, e os coordenadores de graduação falaram aos ingressantes dos cursos de Arquitetura e Urbanismo; Engenharia de Energias e Meio Ambiente; Engenharia Química; Engenharia Mecânica; e Engenharia de Computação.

O Prof. Almir Holanda parabenizou a todos os que conquistaram uma vaga na UFC. “Nós somos, pela quarta vez, a Instituição que a maioria dos alunos do Brasil procura no Sisu (Sistema de Seleção Unificada). “A UFC recebe vocês de braços abertos. Usufruam das oportunidades que a Universidade disponibiliza para vocês e vão sair daqui muito maiores”.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Centro de Tecnologia – fone: 85 3366 9602

Temporario

O Autor Temporario

Deixe um Comentário