close
Notícias

Transposição do Rio São Francisco – um marco para a história do Ceará e dos cearenses

WhatsApp Image 2020-07-28 at 15.44.11 (2)

A transposição do rio São Francisco é um projeto de deslocamento de parte das águas do rio São Francisco. O projeto é considerado a maior obra hídrica já realizada no país e constitui na construção de canais de concreto em eixos ao longo do território dos estados de Pernambuco, Paraíba, Ceará e Rio Grande do Norte para o desvio das águas do rio.

As obras do Eixo Leste foram concluídas em março de 2017 e, segundo o governo federal, a água já abastece 1 milhão de pessoas. O trecho do eixo Norte do projeto de integração foi entregue no último dia 26 de junho na cidade de Penaforte, no Ceará. Um dia histórico para os cearenses. Com a chegada das águas, o São Francisco passou a integrar o Cinturão das Águas do Ceará e vai beneficiar cerca de 12 milhões de pessoas.

Para o professor especialista em recursos hídricos, ex-secretário de recursos hídricos do Ceará e ex-secretário nacional de recursos hídricos do Ministério da Integração Nacional, Hypérides Macedo, a entrega foi a concretização de um marco econômico histórico e a realização de um sonho de muitos cearenses. “Toda transposição no mundo é um marco e ela funcionou em todas as regiões em que foi implantada. Aqui não seria diferente. No século XI, antes de cristo, quando o imperador Yang Guang ligou Pequim a Hancheu por um canal foi foi um marco e desde então a China se tornou a maior potência. Aqui, a transposição resolverá muitos problemas. Em um projeto deste, quando você liga um sistema que nunca seca a um sistema que pode secar, você aumenta a regularização da água no território e amplia a segurança hídrica”, observa.

Hypérides Macedo foi coordenador do projeto básico do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), de 2003 a 2006. Para ele, uma honra ter feito parte da história. “Para mim foi uma honra ter participado desse grandioso projeto. Antes do São Francisco fiz o Canal da Integração, considerado também uma grande obra e isso me deu mais experiência e segurança”, afirma.

Ele lembra que engenheiros cearenses fizeram a diferença no projeto. “Os cearenses atuaram na raiz do projeto, na preparação e nas obras. Começando pelos ministros Ciro Gomes e Pedro Brito e depois o Francisco José Teixeira. Eu levei uma equipe de cerca de 12 engenheiros da Secretaria de Recursos Hídricos do Ceará para trabalhar em Brasília. Uma equipe muito boa e competente que trabalhou na montagem das bases do programa de transposição da área de recursos hídricos”, finalizou afirmando estar feliz vendo a entrega do eixo Norte do grandioso projeto. “É muita satisfação. Foi um projeto de muita coragem e que vai mudar e está mudando a vida de muitas pessoas”.

Assessoria de comunicação

O Autor Assessoria de comunicação

A Inove Comunicação tem know-how na divulgação de eventos nacionais e internacionais e tem como missão dar, a cada cliente, visibilidade na mídia, consolidando a marca no mercado e perante a opinião pública.

Deixe um Comentário