close
no thumb
Membro de instituições ambientais e gestores públicos participaram da cerimônia (Foto: Divulgação)
Membro de instituições ambientais e gestores públicos participaram da cerimônia (Foto: Divulgação)

Profissionais do meio ambiente, gestores públicos e lideranças ambientais de 36 países participaram, na tarde desta segunda-feira (23), da cerimônia de abertura do Encontro Intercontinental Sobre a Natureza (O2), no Centro de Eventos do Ceará. Lideres de organizações ambientais e jornalistas foram homenageados durante a solenidade.

O presidente da Rede Brasileira de Informação Ambiental (Rebia), Vilmar Demamam; o membro do Painel Intergovernamental Sobre Mudança do Clima, Antônio Rocha Magalhães e o secretário executivo da Rede Interamericana de Recursos Hídricos, o colombiano Alberto Palombo, tiveram seus trabalhos homenageados com comendas e medalha.

Com o tema “Sustentabilidade: práticas de segurança hídrica, ambiental, alimentar e socioeconômica”, o encontro abordou questões ambientais, ecológicas e discutiu soluções para os problemas hídricos que atingem diversas regiões do país. A seca dos açudes cearenses e o temor da falta de água estavam entre os principais assuntos questionados. Durante a solenidade abertura, Clodionor Araújo, presidente do evento e membro do conselho estratégico do Instituto Hidroambiental Águas do Brasil (IHAB), destacou a atenção dos cuidados que cada cidadão deve ter com as práticas ecológicas e sustentáveis.

Jornalismo ambiental em pauta
A palestra inicial do Encontro Internacional dos Jornalistas “Políticas e Ações Estruturantes para a Convivência com a Seca no Semiárido Brasileiro”, reuniu em um debate, jornalistas internacionais e gestores públicos. O secretário adjunto de Recursos Hídricos do Ceará (SRH), Francisco Teixeira, destacou a transposição do Rio São Francisco como uma saída. “Nós precisamos economizar. Mas o bom é que teremos a transposição do Rio São Francisco marcado para 2016. É uma esperança para os cearenses”.

A programação do primeiro dia também reuniu pesquisadores em cursos e mesas-redondas. Seis diferentes cursos foram ministrados. Entre os assuntos em destaque estavam as técnicas de manejo de solos em regiões semiáridas, os desafios da economia de água na agricultura e a captação de água em áreas urbanas. Em estandes espalhados pelo local, pesquisadores e estudantes mostraram projetos inovadores e os casos exitosos. 30 experiências de sucesso foram selecionadas por uma comissão do IHAB e estarão expostas durante os três dias do evento.

O O2 se encerra com a entrega da “Carta Fortaleza”. O documento reunirá uma série de estratégias traçadas em discussões e debates durante o evento, e apostadas como soluções para os problemas abordados. “O objetivo é que essas metas sejam cumpridas para que possamos reforçar o nosso compromisso de preservar os nossos recursos naturais, água, terra, ar, e para que possamos nos tornar um defensor da natureza”, destacou Clodionor

Tags : ÁguaClodionorEcologiaEncontroEncontro Intercontal Sobre a NaturezaIHABMeio AmbienteNaturezaO2SecaSustentabilidade
Comunicação

O Autor Comunicação

Deixe um Comentário