close
no thumb
45
Governador do Estado, Camilo Santana e a Presidente do Senge-CE e Engenheira Eletricista, Thereza Neumann: reconhecimento. (Foto: Alexandre Penha/Crea-CE)

Atualização – 25.01.2016, 13h58

A Engenheira Eletricista e presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE), Thereza Neumann, foi empossada como membro da Academia Cearense de Engenharia (ACE). A solenidade aconteceu na noite da ultima quinta-feira (21), no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec), durante a comemoração dos 80 anos do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE). Thereza é uma das duas únicas mulheres empossadas na academia.

>> Imagens: confira a cobertura da festa dos 80 anos do Crea-CE

Com a missão de ser proativa e de preservar a memória da engenharia cearense, a ACE nasce com o objetivo de contribuir com a avaliação e o estudo de assuntos para elaborar políticas públicas na área tecnológica, com o desenvolvimento sustentável do Ceará e do País, além de atuar como parceira em atividades inerentes ao desenvolvimento e o progresso da educação, tecnologia e do ensino da ciência.

Thereza Neumann foi entre as duas únicas mulheres em meio ao colegiado total de 80 membros escolhidos para a posse. A presidente do Senge-CE destacou a responsabilidade em atuar como profissional e membro da ACE além de agradecer o reconhecimento e frisar a importância da academia para o Estado. “Fico muito feliz em poder estar participando de um momento tão emblemático como esse. A fundação da Academia é algo extremamente importante para que as engenharias se mantenham firme diante de qualquer dificuldade, protegendo seus ideais, buscando alcançar metas e participando ativamente como fiscalizador maior que é do processo de crescimento e de desenvolvimento de nosso Ceará”.

O colegiado da ACE é formado por 40 profissionais titulares fundadores e por outros 40 profissionais honorários fundadores, tendo como presidente o Engenheiro Agrônomo Antônio Albuquerque Sousa Filho. Em artigo publicado no jornal O Povo, o presidente da Academia esclarece que os membros são “oriundos das diferentes modalidades da engenharia, atuantes em diversas entidades públicas e privadas, com variados anos de atuação profissional, muitos deles tendo ocupado cargos de direção pública ou empresarial.” Albuquerque acrescenta ainda que “Por serem portadores de ricas experiências profissionais, abrem-se oportunidades na Academia para discussão e busca de soluções para os nossos problemas socioeconômicos”.

Sobre Thereza Neumann

Formada em Engenharia Elétrica pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Thereza Neumann tem mais de 30 anos dedicados à engenharia. Possui especializações internacionais, foi homenageada em 2015 como ex-aluna de destaque pelo Instituto Federal do Ceará (IFCE) e tornou-se a primeira mulher presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) em 63 anos de história da entidade, local em que está já há oito anos. Suas lutas são em prol da valorização da categoria, tendo como desafio o cumprimento do piso salarial dos profissionais engenheiros e da área tecnológica, e de novas oportunidades de mercado.

Tem buscado firmar convênios com instituições de ensino superior para trazer mais oportunidade aos profissionais. Outra marca de sua gestão é a luta contra o monopólio de comércio criado pelas concessionárias de energia após a aprovação de uma norma resolutiva.

Ainda como presidente do Senge-CE, Thereza, que também é diretora de relações institucionais da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), esteve a frente da Homologação da Lei de Inspeção Predial, assinada pelo Prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, em Outubro de 2015, e participou do processo de criação dos termos da lei, visando a valorização do profissional engenheiros e tornando legal suas atribuições e deveres no exercício da profissão.

 

 

Tags : Academia Cearense de EngenhariaACECerimôniapossepresidenteSenge-CEsindicatoThereza Neumann
Comunicação

O Autor Comunicação

Deixe um Comentário