close
Notícias

Obras do Corredor Expresso alcançarão 70% de execução em 2019

27032018

Com a conclusão dos dois túneis na Via Expressa, iniciados em julho de 2017, as obras do Corredor Expresso Parangaba/Papicu devem alcançar 70% de conclusão nas obras em 2019. De acordo com a Secretaria Municipal de Infraestrutura, a primeira parte das obras deve ser finalizada em dezembro de 2018, e a outra entregue em março do ano seguinte.

Até agora, já foram entregues túneis das avenidas Santos Dumont e Padre Antônio Tomás, o viaduto da Av. Raul Barbosa, o alargamento da Av. Alberto Craveiro, além da rotatória e túnel da Av. Dep. Paulino Rocha, no Castelão.

A licitação da obra, que se configura como RDCi (Regime Diferenciado de Contratação Integrada), teve duas etapas processuais, como explica Manuela Nogueira, titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura.

“É um modelo diferenciado de contratação integrada. A gente licita numa mesma licitação os projetos e a execução da obra. A gente dá um projeto básico com premissas básicas do que a gente quer, e a empresa que vai participar da licitação e for posterior ganhadora vai fazer o desenvolvimento desse projeto. Então, a própria empresa que ganhar é que vai apresentar o método construtivo, essa solução de engenharia para a Prefeitura. Entre ela ganhar a licitação e o início das obras, se dá aí um tempo no qual ela tem que desenvolver esses projetos, apresentar para a Prefeitura dentro do prazo”, explica.

Corredor Expresso

A obra do túnel longitudinal na Avenida Almirante Henrique Sabóia (Via Expressa), no trecho compreendido entre as avenidas Padre Antônio Tomás e Santos Dumont, são parte do projeto do Corredor Expresso e também servirão para viabilizar a passagem do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) no trecho Mucuripe/Parangaba. A obra é financiada pela Caixa Econômica Federal, orçada em R$ 67 milhões.

Passagem para pedestres

Quanto ao questionamento sobre a passagem de pedestres no trecho, que pode ser prejudicada com o fluxo de veículos somados à passagem do VLT, a secretária esclarece:

“Tem que ficar claro que ali não é uma obra só do túnel, ali em cima também vai passar um VLT. Mas isso é uma demanda que o VLT já está solucionando, que mesmo que a gente como Prefeitura solucionasse a travessia para carros, existe um trem que vai passar por ali. Para os carros, eu posso instalar um sinal de pedestres, mas para o VLT não. Então o Governo do Estado ainda está fazendo a solução de uma travessia segura para os pedestres por conta do VLT, deixando claro que essa questão da travessia ultrapassa a obra da Prefeitura”, pontua.

A obra ainda compreenderá a criação de uma praça nos moldes exigidos pela legislação. “Vão existir calçadas de ambos os lados e, além disso, vai ser criada uma grande praça igual à que foi criada na Engenheiro Santana Júnior. O projeto tem licenciamento e foi aprovado pela Seuma”, diz Nogueira.

Fonte: Diário do Nordeste.

Assessoria de comunicação

O Autor Assessoria de comunicação

A Inove Comunicação tem know-how na divulgação de eventos nacionais e internacionais e tem como missão dar, a cada cliente, visibilidade na mídia, consolidando a marca no mercado e perante a opinião pública.

Deixe um Comentário