close
no thumb
bioconstrucao_blog-da-engenharia
Exemplos de técnicas de bioconstrução (Foto: Divulgação/Instituto Pindorama)

Baseada na ideia de construir com o mínimo impacto ambiental possível, com gastos mais baixos do que as obras tradicionais, a bioconstrução acaba de ganhar uma cartilha gratuita para capacitar e informar os usuários sobre este tema e suas metodologias. A iniciativa é do Ministério do Meio Ambiente, que disponibiliza o arquivo neste link.

O material ajuda a compreender os conceitos da bioconstrução e as características das diferentes técnicas de construção sustentáveis e ecologicamente corretas.

A cartilha ensina a aproveitar materiais locais, como terra, pedra, palha e madeira e oferece as informações necessárias para que o leitor considere as condições climáticas regionais, fazendo de elementos naturais, como sol e vento, aliados na construção.

Com isso, o material pretende disponibilizar informações para quem quiser saber mais sobre bioconstrução e até mesmo realizar sua própria obra sustentável. Ao consultar o livreto, as comunidades se tornam autônomas e capazes de usar técnicas tradicionais para realizar as obras, sem depender de outros profissionais, enxergando matérias-primas naturais ou residuais como elementos potenciais.

Outro destaque da cartilha é a apresentação de diferentes metodologias, todas detalhadas e com exemplos práticos, como superadobe, adobe, COB, taipa de mão e taipa de pilão, dentre outras, sem esquecer de dados importantes, como cuidados com o abastecimento e saneamento.

 

Fonte: Ciclo Vivo

Tags : BioconstruçãoCartilhaConstruçãoImpacto AmbientalMeio AmbienteSustentabilidade
Comunicação

O Autor Comunicação

Deixe um Comentário