close
Floresta-min

A extração da madeira no Brasil começou quando a família real veio para o país, desde essa época esse recurso que apresenta várias utilidades para a sociedade se tornou motivo de extração e até hoje, na maioria das vezes de forma que comprometem a natureza.

Na construção civil, a madeira é utilizada de diversas formas em usos temporários, como: fôrmas para concreto, andaimes e escoramentos. De forma definitiva, é utilizada nas estruturas de cobertura. Com diferentes usos desse recurso, sendo cerca 66% do uso da madeira natural na construção civil, se torna cada vez mais escasso na natureza.

Com aumento do desmatamento no Brasil, por conta não somente da construção civil, sugiram alternativas para a proteção e preservação das florestas. Com o desmatamento, altera o ambiente, causando impactos irreversíveis as florestas.

A Proteção Florestal é uma subdivisão da silvicultura que determina proteger a floresta dos diversos agentes causadores de danos, através do controle e prevenção. Destina à recuperação de florestas em todos os aspectos ligados ao ecossistema como irrigação, renovação de espécies em extinção, equilíbrio dos ciclos de renovação de nutrientes, reflorestamento, preservação de biomas.

Segundo dados do IBGE, o Brasil tem a segunda maior área florestal do planeta: 516 milhões de hectares de florestas, que é composto por áreas destinadas a reservas extrativistas e de desenvolvimento sustentável, terras indígenas, áreas de proteção dos recursos hídricos e do solo.

A silvicultura propõe o reflorestamento, atuando contra a erosão, a desertificação e o enfraquecimento do solo. Função de cuidar da exploração e da

manutenção racional das florestas, desde o pequeno agricultor às grandes indústrias madeireiras.

O uso racional das florestas com a silvicultura busca produzir madeiras e outros derivados satisfazendo o mercado, usando a floresta de forma racional.

O desmatamento não pode ocorrer em toda a propriedade da Amazônia Legal, em 80% da área total da propriedade deve permanecer com cobertura vegetal original, onde são permitidos usos sustentáveis como manejo para produção de madeira e para produtos florestais não-madeireiros.

A proteção das florestas, bem como a de povoamentos florestais, torna-se eficiente quando existe um planejamento prévio das atitudes e atividades a serem tomadas ou implementadas nas diferentes situações que podem apresentar.

O uso sustentável e legal dessa madeira, não apenas na construção civil traz vários benefícios ao meio ambiente, evitando devastação das florestas, a perca da biodiversidade e danos a Fauna e flora.

Escrito por: Marianna Ximenes.

Assessoria de comunicação

O Autor Assessoria de comunicação

A Inove Comunicação tem know-how na divulgação de eventos nacionais e internacionais e tem como missão dar, a cada cliente, visibilidade na mídia, consolidando a marca no mercado e perante a opinião pública.

Deixe um Comentário