close
destaqueNotícias

Engenheira Ambiental Mariana Ximenes fala dos desafios da profissão

GNNZE0144

No dia 31 de janeiro se comemora o Dia do Engenheiro Ambiental. A data faz
referência a formação da primeira turma de graduados em Engenharia
Ambiental do Brasil, no Estado de Tocantins. No entanto, a data só veio a
ser reconhecida oficialmente em 2007, através do Projeto de Lei nº 615/2007.

O profissional de Engenharia Ambiental é versátil, possui habilidades para
buscar o desenvolvimento, a sustentabilidade e a preservação do meio
ambiente, além de também atuarem na esfera da pesquisa de novas tecnologias
para a área.

Para falar mais sobre a profissão, conversamos com a Conselheira Fiscal do
Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) que é engenheira
ambiental, Mariana Ximenes Rodrigues.

*Qual a importância da engenharia ambiental para a sociedade e o mundo?*

Hoje a importância da Engenharia Ambiental e o maior leque de trabalho dela
vem do licenciamento ambiental, que é o um procedimento onde órgão
competentes podem controlar os impactos dos empreendimentos ou das
atividades realizadas.

Mas, na minha opinião, a Engenharia Ambiental tem muito mais importância. A
atuação não é simplesmente realizar um licenciamento de um empreendimento,
mas sim fazer com que todas atividades que são feitas hoje, possam
continuar sendo feitas gerando menos impacto ao meio ambiente e a sociedade.

O ser humano não vai deixar de ser capitalista, deixar de produzir, deixar
de construir e de gerar impacto ao meio ambiente, então vamos ajudar
através de pesquisas a diminuir os riscos daquela atividade ao meio
ambiente. É neste contexto que o engenheiro ambiental surge como um
profissional cada vez mais importante, buscando sempre prevenir e evitar
que o planeta seja ainda mais degradado e poluído.

A engenharia ambiental também é responsável pelo efeito do resíduo. Os
resíduos sólidos amontoados geram doenças para população.

*A engenharia ambiental é considerada um curso multidisciplinar? Quais os
diferencias dessa para as outras engenharias?*

Sim, todas as engenharias têm basicamente o mesmo cronograma de aula nos
dois primeiros anos, mas na área da engenharia ambiental aprendemos um
pouco mais de química do que nas outras engenharias em geral. Também
aprendemos biologia e todo o efeito que as outras engenharias traz na
sociedade.

Na engenharia civil você aprende, por exemplo, o efeito do material na
estrutura, porém, na ambiental, a gente estuda o efeito desse material no
meio ambiente e como a produção daquele material impacta o meio ambiente.
Não entramos como concorrentes de nenhuma engenharia, pois viemos auxiliar
as outras engenharias e caminhar juntas para um futuro melhor.

*Em quais áreas um engenheiro ambiental poder atuar?*

A área da Engenharia em si é ampla. Eu saí da faculdade querendo trabalhar
com resíduos sólidos, hoje trabalho em uma área que jamais poderia
imaginar. Lógico que sempre precisamos saber um pouco de tudo, mas se
especializar naquilo que mais lhe encanta é o segredo.
A área de Gestão Ambiental é a mais ampla da engenharia ambiental, pois
acaba envolvendo todas as outras e o profissional também trabalha com
licenciamento, estudos de impactos ambientais, identificação de riscos
ambientais, como também treinamento e técnicas para recuperação de área ou
minimização de danos.

Já a área de Tecnologia Ambiental auxilia o engenheiro a proteger o meio
ambiente ao mesmo tempo em que otimiza a produção, procurando sempre
minimizar os problemas, seja eliminando ou reaproveitando resíduo,
diminuindo o uso da energia, ou gerando outras fontes de energia que
diminua a emissões de poluentes.

A Geotecnia Ambiental sai um pouco da área da gestão e vai para a prática,
sempre tentando minimizar ou extinguir possíveis impactos ambientais. Essas
que citei são a principais áreas do Engenheiro Ambiental, porém tem muitas
mais áreas de atuação.

*Quais suas principais experiências na profissão?*

Comecei a estagiar no terceiro semestre da graduação com geotecnia
ambiental. Trabalhava dentro das obras, em estudos de solos, topografia, em
obras de engenharia civil. Estagiei por muito tempo com resíduos sólidos no
ASMOC e também em consultoria, que seria mais uma parte de gestão ambiental.
Hoje, formada há 4 anos, trabalho com licenciamento ambiental diretamente
com os órgãos ambientais, retirando as licenças e todos os estudos
ambientais necessários para essa licença.

*É uma profissão essencial? Tem ganhado notoriedade?*

Eu sou suspeita para falar, pois na minha opinião ela é mais essencial e
valiosa do que muita gente imagina. A sociedade, cada vez mais, olha a
engenharia ambiental como parceira no crescimento e não apenas como a vilã,
pois podemos economizar materiais de engenharia apenas reaproveitando o
material nas obras, diminuindo custo. Cada vez mais as grandes obras
preferem ter um engenheiro ambiental e um engenheiro civil do que apenas só
o engenheiro civil, pois percebem que a economia está valendo a pena.

*Quais os principais desafios da profissão na sua opinião?*

Sou formada há 4 anos, comecei a estagiar no terceiro semestre da
faculdade, recebi vários “nãos”, mas mesmo assim nunca desisti. É um
mercado ainda pouco conhecido e pouco reconhecido, mas vale a pena se
especializar e se engajar. É importante não baixar cabeça, receber os
“nãos” e continuar seguindo em frente.
Ainda tem gente pouco informada sobre o real valor do engenheiro ambiental,
então presenciei leis que saíram e não foram cumpridas, presenciei gente
querendo fazer coisa errada, já escutei a frase “vale mais a pena pagar a
multa”, mas essas multas antes não chegavam pois não havia fiscalização.
Hoje a fiscalização está bem maior e essas mesmas pessoas estão vindo atrás
e fazendo o que é certo. Estamos, sim, sofrendo o impacto ambiental de mal
condutas anteriores, porem só vai ser uma preocupação quando o impacto for
no bolso.

*Qual o conselho para os que desejem ingressar nos estudos da engenharia
ambiental?*

Não desista! Uma hora você vai olha para trás e ver que tudo valeu a pena.
Faça cursos extracurriculares na área, se especialize e ame o que faz.

Assessoria de comunicação

O Autor Assessoria de comunicação

A Inove Comunicação tem know-how na divulgação de eventos nacionais e internacionais e tem como missão dar, a cada cliente, visibilidade na mídia, consolidando a marca no mercado e perante a opinião pública.

Deixe um Comentário