close

Sindicato

SindicatoVideos

Vídeo documentário retrara os 75 anos de história do Senge-CE

docsenge

O Senge-CE produziu um vídeo documentário sobre os 75 anos de atuação. O material conta a história do sindicato, as primeiras reuniões, às mudanças ao longo das mais de sete décadas de atuação até o momento atual, considerada uma entidade sólida construída em defesa dos profissionais da área tecnológica e da sociedade.

O vídeo, exibido em sessão solene, na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, teve o apoio da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua).

Confira:

Leia mais
Sindicato

Eleições do Senge-CE: associados só poderão votar se pagarem contribuição social até hoje

no thumb

O Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) comunica que o processo de eleição para a escolha da nova diretoria do Sindicato para o triênio 2016/2019 acontece na próxima sexta-feira (19).

Mas atenção: apenas os profissionais que estiverem em dias com a contribuição social, referente à Dezembro de 2015, poderão votar. O prazo para o pagamento em dias da taxa termina nesta sexta-feira (12).

O profissional que atrasar ou deixar de efetuar o pagamento da contribuição, não poderá participar do processo eleitoral.

Quem ainda não realizou o pagamento de sua contribuição social, deve entrar em contato com o Senge-CE através dos telefones: (85) 3219-0099 | (85) 3219-2376, pelo celular: (85) 9-9751-0010, através ainda do site da entidade: www.sengece.com.br ou na sede do Senge-CE: Rua Alegre, n° 1 – Praia de Iracema

Mantenha-se em dias com o seu sindicato e colabore com o processo democrático que dará ainda mais força à sua entidade.

logo da chapa

logo da chapa

Leia mais
Sindicato

Nova campanha de planos de saúde da Unimed Fortaleza para profissionais do Senge-CE

no thumb

unimed planos de saudeO Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) em parceria com a Unimed Fortaleza, iniciou uma campanha de adesão ao novo plano de saúde. O benefício garante aos profissionais e seus dependentes condições especiais.

A adesão ao plano é garantida apenas aos associados que estejam em dias com a contribuição social. Quem ainda não é sindicalizado, pode se associar para, logo após, aderir ao plano.

A campanha garante diversos benefícios como isenção de carência para as adesões realizadas em janeiro de 2016, atendimento a nível nacional e clube de vantagens.

No plano oferecido aos profissionais, podem ser incluídos dependentes como, cônjuges ou companheiros, filhos, netos, genros, noras, enteados (as), cunhados (as), sobrinhos e irmãos até 38 anos. O plano garante ainda a dependência a filhos adotivos, tutelados (as) e filhos com invalidez permanente.

Durante todo o mês de janeiro, um promotor de vendas da Unimed estará na sede do Senge-CE para fornecer maiores informações e esclarecer dúvidas aos interessados. A sede do sindicato fica na Rua Alegre, n° 1 – Praia de Iracema.

Confira abaixo quais as documentações necessárias para cada tipo de adesão:

Inclusão de Titular:
– Declaração de vínculo associativo emitida pelo SENGE.CE;
– Cópia do Registro Geral – RG;
– Cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF;
– Comprovante de Endereço

Inclusão de Dependente – Cônjuge:
– Cópia da Certidão de Casamento;
– Cópia do Registro Geral – RG;
– Cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF;

Inclusão de Dependente – Companheiro(a):
– Cópia da Escritura Pública de União Estável;
– Ou cópia autenticada da Declaração de União Estável com firma reconhecida em cartório do titular e duas testemunhas + cópia da Certidão de Nascimento de filho(s) em comum ou cópia de comprovantes de endereço atuais em comum (conta de água, luz, telefone, etc.);
– Cópia do Registro Geral – RG;
– Cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF;

Inclusão de Dependente – Filho(a):
– Cópia do Registro Geral – RG;
– Cópia do Cadastro de Pessoa Física – CPF;
– Ou Cópia da Certidão de Nascimento, em caso de menor de 16 anos.
– Em caso de adoção será necessária uma cópia do documento oficial (adoção, guarda ou tutela).
– Em caso de filho(a) solteiro(a) universitário(a), será necessária a apresentação de uma cópia do Atestado de Matrícula no Curso e Declaração da Faculdade.

Inclusão de Dependentes – Outras relações de dependência:
– Para as demais relações de dependência, além da cópia do(s) documento(s) de identificação do(a) beneficiário(a), é necessária a apresentação de documentos que comprovem a relação de parentesco informada na solicitação de inclusão.

 

 

Leia mais
Sindicato

Presidente do Senge-CE recebe homenagem do “Dia do Engenheiro” na AL

no thumb
11233165_1105376876147886_3248659338434054781_n
!2 engenheiros foram homenageados (Foto: Divulgação)

O Dia do Engenheiro, comemorado no dia 11 de dezembro, foi celebrado durante sessão solene realizada na noite desta segunda-feira (21/12), no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa do Ceará. A presidente do Senge-CE, Thereza Neumann, foi uma das agraciadas com a homenagem.

O autor do requerimento, deputado Odilon Aguiar (Pros), ressaltou a importância da profissão. Segundo Odilon, a profissão vai bem além do papel de construtor de obras, pois “o engenheiro é um construtor de sonhos e um idealista por natureza. E, em se tratando de Ceará, esse profissional demonstra ainda mais empenho e vocação por superar dificuldades seculares e históricas”.

Thereza Neumann destacou em sua fala a importância do reconhecimento dos profissionais da engenharia. “O engenheiro é peça fundamental para qualquer trabalho que venha ser realizado na construção, saúde, meio ambiente, transporte e demais áreas. Ter esse encontro é valoroso”.

 

10334304_1105376622814578_265213598570136891_n
Presidente do Senge-CE recebendo placa das mãos do vereador Acrísio Sena (Foto: Divulgação)

Odilon Aguiar lembrou os desafios da profissão no Ceará, como “buscar soluções para o abastecimento de água, desbravar o sertão com a construção de estradas e ferrovias, conciliar meio ambiente e tecnologia, gerar energia, construir moradias e, sobretudo, encontrar o desenvolvimento em meio às adversidades”.

O governador do Estado, Camilo Santana, e o ex-governador Cid Gomes foram homenageados durante o evento. Os dois gestores foram representados pelo secretário de Movimentos Sociais do Estado, Acrísio Sena. Camilo Santana é formado em engenharia agrária pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Já Cid Gomes é formado em engenharia civil pela mesma instituição.

O presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Ceará (Crea-CE), Victor Cesar da Frota Pinto, agradeceu a homenagem e afirmou que os homenageados contribuíram para o desenvolvimento do Ceará. “A Casa reconhece o compromisso que a classe tem com todos os cearenses. Esses homenageados representaram e representam muito para engenharia do nosso Estado. Por tudo que fizeram, na área pública ou privada, nosso muito obrigado”, disse.

Receberam placas comemorativas o presidente do Crea-CE, Victor Cesar da Frota Pinto; e os engenheiros Vicente Cavalcante Fialho, Thereza Neumann Santos, Luiz Gonzaga Nogueira Marques, Lauro Vinha Lopes, Luiz Ary Romcy, José Rego Filho, José Oswaldo Pontes, Francisco Suetônio Bastos Mota e André Montenegro Holanda.

A profissão de engenheiro foi regulamentada no Brasil através do decreto no 23.569, de 11 de dezembro de 1933, sendo fiscalizada pelos Conselhos Regionais de Engenharia e Arquitetura (Crea), subordinados ao Conselho Federal de Engenharia e Arquitetura (Confea).

Os também compareceram ao evento o vice-prefeito de Tauá, Cesar Rego, além de engenheiros, estudantes e familiares dos homenageados

Leia mais
Sindicato

Senge-CE participa de Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social em Fortaleza

no thumb

EREDS NordesteA presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) irá representar a entidade durante o Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social (EREDS), no Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Ceará (UFC) A mobilização visa discutir o papel das engenharias e dos engenheiros na construção de uma sociedade mas justa, dando vazão a críticas sobre a formação tecnicistas do engenheiro e fomentando a criação de um espaço acadêmico em Engenharia sob a perspectiva do Desenvolvimento Social.

A engenheira eletricista, Thereza Neumann, irá participar da mesa redonda III: “Machismo, Racismo e LGBTfobia na Engenharia”, a ser realizado no dia 13 de novembro, das 15 às 18 horas. O encontro irá abordar projetos participativos de desenvolvimento de extensão e proposições para uma nova Engenharia de modo geral.

Este ano, o evento leva o tema “A Engenharia frente aos projetos desenvolvimentistas”, o evento realizar-se-á no Centro de Tecnologia da Universidade Federal do Ceará de 12 a 14 de novembro de 2015 e pretende discutir os projetos de engenharia à luz do contexto histórico pelo qual passa o Brasil. Para atingir este objetivo o evento conta com a participação de professores, profissionais de engenharia e outras áreas, movimentos sociais, poder público e estudantes.

Serviço
Encontro Regional de Engenharia e Desenvolvimento Social (EREDS)
Local: Centro de Tecnologia da UFC (Campus do Pici)
Mais informações: https://www.facebook.com/eredsne2014?fref=ts

 

Leia mais
Sindicato

Senge-CE expõe propostas sobre microgeração de energia em Audiência Pública na AL

no thumb
Audiência discutiu microgeração de energia. (Crédito: Petronio Brasieiro)
Audiência discutiu microgeração de energia.
(Crédito: Petronio Brasieiro)

A Comissão de Ciência, Tecnologia e Educação Superior da Assembleia Legislativa do Ceará realizou, na ultima terça-feira (06/10), uma Audiência Pública para discutir a geração de energia por meio de microgeração. O debate atendeu a um requerimento do Deputado Estadual Carlos Matos (PSDB).

Empresários do setor, representantes de concessionárias de energia e profissionais da área, participaram da Audiência que aconteceu no Complexo de Comissões Técnicas da Casa. Carlos Matos justificou a importância em se discutir o assunto. “Em vista da atual crise energética, a micro geração e mine geração de energia elétrica surgem como mecanismos importantes para desafogar o sistema que está saturado e em colapso”, justificou o parlamentar.

O engenheiro Cláudio Moura conselheiro do Sindicato dos Engenheiros no estado do Ceará (Senge-CE), participou da audiência representando a entidade.

Leia, na íntegra, a nota enviada por Thereza Neumann com o posicionamento do Senge-CE sobre o assunto discutido.

– – – – – – – – – – – – – – –
NOTA DO SENGE-CE SOBRE MICRO GERAÇÃO DE ENERGIA

Parabenizamos pela iniciativa de trazer para esta casa, o tema “Geração de Energia por meio da Microgeração Distribuída”,

uma vez que trata-se de um assunto de extrema importância para a sociedade cearense e brasileira.

Em nome do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE), nossa fala tem o objetivo de contribuir com esclarecimentos para a população e, de forma específica, para o setor produtivo do Ceará, principalmente micro e pequenas empresas, bem como profissionais da área tecnológica, que têm atuação no ramo da engenharia e em energias renováveis.

Estamos diante de mais uma investida contra o consumidor brasileiro. Desta vez, tendo como protagonista a Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), autarquia vinculada ao Ministério de Minas e Energia que mesmo tendo por obrigação buscar condições favoráveis de equilíbrio entre os agentes no mercado de energia elétrica que resultem em benefícios para sociedade, ao arrepio da mesma, aprovou a Resolução Nº 581, em 11 de outubro de 2013, que regula “serviços de engenharia” como elaboração de projeto, construção, expansão, operação, manutenção ou reforma de:

  • Redes de distribuição de energia elétrica para regularização fundiária e unidades multifamiliares;
  • Redes para sistemas de distribuição ou de transmissão;
  • Padrões de entrada de unidades consumidoras em baixa tensão;
  • Sistemas de medição de energia elétrica e de iluminação pública;
  • Eficientização do consumo de energia elétrica e instalação de cogeração qualificada;
  • Serviços de comunicação de dados e consultorias;

Além de preparar o cenário para futuras regulações de:

  • Subestações de energia elétrica;
  • Instalações elétricas internas de unidades consumidoras (residenciais, comerciais e industriais);
  • Correção de fator de potência com bancos de capacitores;
  • Geradores e unidades de micro e minigeração distribuída.

Tudo isto, para ser executado como atividade empresarial, por todas as concessionárias de distribuição de energia elétrica que atuam no Brasil (estatal ou privada), mesmo que, por força das concessões, já sejam detentoras de informações privilegiadas e cadastros de 90 milhões de consumidores (clientes), além da prerrogativa exclusiva de elaborar suas próprias normas, analisar projetos, inspecionar instalações e realizar a conexão dos consumidores à redes de energia elétricas locais, poderem fazer publicidade gratuita dos serviços e parcelar os mesmos na conta de energia, coisas que nenhuma empresa ou profissional brasileiro possuem.

A regulação dos serviços e acessórios para as concessionárias trará prejuízos incalculáveis para a sociedade, pois, o poder econômico das distribuidoras e fácil acesso aos consumidores de forma gratuita, favorecidos pela concessão pública, interferirão no emprego, na renda e no mercado de milhares de micro, mini e pequenas empresas, bem como de profissionais da área tecnológica, principalmente da engenharia, pois não haverá a menor possibilidade de concorrência, dando margem para o surgimento do maior monopólio institucionalizado no território brasileiro, tirando desta forma, das mãos da sociedade, a condução de seus negócios e assim o empobrecimento de todos, pois só poderão trabalhar com serviços de engenharia e micro e mini geração distribuída, como novo mercado, se forem subcontratados ou terceirizados pelas concessionárias.

Diante das considerações feitas, cabe uma pergunta: que consumidor contratará algum profissional ou empresa, tendo todos estes falsos benefícios proporcionados pelas concessionárias, principalmente de micro e mini geração distribuída, já que com o tempo, poderão aplicar valores exorbitantes de serviços, pelo monopólio natural e pela ausência de fiscalização, pois a Aneel está querendo implantar serviços para beneficiar concessionárias, ao arrepio da sociedade, que não tem atribuição para fiscalizar?

Outro aspecto a ser questionado, está nos benefícios que as concessionárias terão com os subsídios, inclusive de redução de impostos para micro e mini geração, ao invés de servir para as empresas do setor produtivo e população.

Diante do exposto, solicitamos o apoio da bancada de deputados cearense e de todo a sociedade para juntos, lutarmos em favor do livre mercado da micro e minigeração de energia e todos os outros serviços de engenharia citados, para trabalhadores e empresas cearenses e que as concessionárias, continuem com sua prestação de serviços públicos, não com a má qualidade apresentada pela maioria, mas sim, de forma eficaz, com o tipo de atendimento aos consumidores, definido pelas concessões, com relação à qualidade e cumprimento dos prazos regulamentares, coisa que não vem ocorrendo.

O sindicato dos engenheiros no estado do ceará (Senge-CE) com apoio do conselho regional de engenharia e agronomia (Crea-CE) e diversas entidades da área tecnológica, vem atuando de forma efetiva, através do movimento de mobilização da engenharia nacional contra a regulação dos serviços acessórios da resolução 581/2013 da Aneel e em favor da micro e mini geração de energia, com prioridade para energia solar fotovoltáica e eólica.

Agradecemos o convite para participação desta importante audiência pública e nos colocamos à inteira disposição para contribuir com todas as ações propostas ou em andamento.

Disponibilizamos o e-mail: comunicacao@sengece.com.br, site www.sengece.com.br e telefone 3219 0099

Thereza Neumann
Presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE)

 

Leia mais
NotíciasSindicato

Senge-CE promove reunião do plano Fortaleza 2040 para discutir problemas do Centro

no thumb
1443789268714
(Foto: Avelino Neto)

O Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) e o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-CE) promoveram na manhã desta sexta-feira (2), uma reunião para tratar dos problemas de saneamento básico e infraestrutura do Centro. O encontro faz parte da elaboração do plano Fortaleza 2040, que pretende reunir soluções apontadas pela população da cidade, a partir do seu olhar sob os bairros onde residem.

No encontro, engenheiros das duas entidades deram sugestões e analisaram a viabilidade de execução das estratégias. Participaram do encontro a presidente do Senge-CE, Thereza Neumann, o Presidente do Crea-CE, Victor Frota, o presidente do Instituto Hidroambiental Águas do Brasil, Clodionor de Araújo, além de outros profissionais da área tecnológica.

Para Thereza, a avaliação da população é importante para que se saiba, de fato, quais as necessidades da cidade em pequeno, médio e longo prazo. “Nós queremos dar ouvido à opinião da população, dos comerciantes e queremos que eles também participem dessas reuniões para nos ajudar, pontuando de forma homogênea, os problemas. A prefeitura está já fazendo este trabalho, mas nós temos a visão de que precisamos melhorar a metodologia de como pôr essas ações em prática e acelerar o desenvolvimento”, disse. Victor Frota garantiu o empenho do Crea nas etapas construção do plano. “Nós temos a visão de que esse é um importante passo e importantíssimo para toda a cidade. Por tanto, estaremos nós, profissionais de todo o Crea, empenhados em ajudar e contribuir sempre que for preciso. Nós avaliamos que tem muita coisa a se melhorar e acreditamos que podemos ajudar pontuando com nossas avaliações”.

As sugestões apontadas durante o encontro desta sexta (2), devem ser inseridas em um documento que será elaborado pelo Senge-CE juntamente com o Crea-CE, para ser entregue como forma de contribuição com a construção do plano.

Dividido em quatro etapas, o plano Fortaleza 2040 prevê a criação de estratégias elaboradas a partir de reuniões setoriais para discutir os problemas e soluções de temas específicos como ambientação, educação, segurança entre outros. O plano deve se transformar em uma lei que obriga qualquer gestor a cumprir as metas já estabelecidas, com o intuito de tornar a cidade uma capital preservada, com mais justiça e igualdade, além de ser mais acolhedora e um polo de oportunidades.

Mais informações à imprensa:
Inove Comunicação – Assessoria de imprensa do Senge-CE
Telefone: (85) 3087-9551
Stella Magalhães (85) 9-9680-0900
José Avelino (85) 9-9954-509

7

Leia mais
Sindicato

Universidade Federal do Cariri está com vagas para professores de engenharia

no thumb
ufc campus cariri 1
(Foto: Reprodução/Internet)

Foram reabertas as inscrições para Concurso Público para provimento de duas vagas do cargo de Professor do Magistério Superior, 40h/DE, da Universidade Federal do Cariri (UFCA), em Juazeiro do Norte, CE. As vagas estão distribuídas nos setores de estudo:

1. Construção Civil – Instalações Prediais e Técnicas de Construção
Requisitos: Doutorado em Engenharia Civil, Construção Civil ou Engenharia de Produção ** E ** Graduação em Engenharia Civil.

2. Estruturas
Requisitos: Doutorado em Engenharia Civil, Estruturas e Construção Civil, Estruturas e Materiais ou Engenharia de Estruturas ** E ** Graduação em Engenharia Civil.

As inscrições da 1ª reabertura devem ser realizadas até hoje, 30 de setembro de 2015, às 23:59, exclusivamente pelo link: forms.ufca.edu.br/

Caso não haja inscritos, a 2ª reabertura ocorrerá automaticamente nos dias 01 até 09 de outubro de 2015.

O edital 32/2015 na íntegra e os programas do concurso podem ser obtidos no endereço: www.ufca.edu.br/portal/concursos-e-selecoes/editais

Leia mais
Sindicato

​​População é convidada a participar da elaboração do Plano Fortaleza 2040

no thumb
Centro_
(Foto: João Neto)

Em busca de soluções para os problemas de infraestrutura que ocorrem no Centro de Fortaleza, a sociedade  é convidada a participar nesta sexta-feira (2), a partir das 8h30, do Encontro Setorial para elaboração do Plano Fortaleza 2040. A reunião está sendo promovida pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado do Ceará (Senge-CE) e Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-CE), entidades situadas no Centro.

Cerca de 80 mil pessoas passam diariamente pelo região, local que apresenta recorrentes problemas de saneamento e infraestrutura. No encontro os cidadãos poderão participar com sugestões de como soluciona essas dificuldades. O documento elaborado pelas entidades deve reunir estratégias pensadas em conjunto com a população, para que possam ser implementadas em serviços no Centro.

A presidente do Senge-CE, Thereza Neumann, destaca a importância da colaboração da população na elaboração do plano. “É importante as pessoas dizerem o que pensam. E nós, enquanto profissionais e organizadores deste setor, vamos estar lá para ajudar guiando e aperfeiçoando estas opiniões”, enfatizou Thereza.

De acordo com a engenheira, plano é dividido em um total de quatro etapas e qualquer cidadão poderá participar. “Para poder sugerir propostas mais precisas, a sociedade é levada a fazer uma reflexão da situação atual e, a partir daí analisar qual seria a melhor opção”, explicou.

O plano Fortaleza 2040 pretende tornar a cidade uma capital preservada, com mais justiça e igualdade, além de ser mais acolhedora e um polo de oportunidades.

Serviço: Encontro Setorial para elaboração do Plano Fortaleza 2040
Local: Auditório do Crea-CE
Rua: Castro e Silva, nº 81
Horário: De 8h30min ao meio-dia
Mais informações:
​ (85) 3219-0099​

Mais informações à imprensa:
Inove Comunicação – Assessoria de imprensa do Senge-CE
Telefone: (85) 3087-9551
Stella Magalhães (85) 9-9680-0900
José Avelino (85) 9-9954-5097

Leia mais
Sindicato

Lei que cria “Regiões de Planejamento” é aprovada na Assembleia Legislativa

no thumb
assembleia-do-ceara
(Foto: Divulgação)

A Assembleia Legislativa aprovou na última quinta-feira (24) o projeto de Lei que institui 14 regiões do Estado para fins de Planejamento. “Esta lei é apenas para efeito de planejamento estratégico do Estado. Não mexemos com Região Metropolitana. Esta disposição vai servir de base para o Plano Plurianual (PPA) , em que constam todos os investimentos e ações continuadas do Estado”, explicou o secretário de Relações Institucionais, Nelson Martins.

O PPA deve ser encaminhado até o dia 30 de setembro para a Assembleia e vai orientar a gestão para 2016-2019. Segundo Nelson, todas as ações foram discutidas pela Secretaria do Planejamento e Gestão (Seplag). A Seplag informa que o projeto de criação das Regiões de Planejamento objetiva atualizar a regionalização utilizada pela secretaria, com vistas ao aperfeiçoamento das atividades de planejamento, monitoramento e implementação de políticas públicas

Atualmente a Seplag utiliza o recorte territorial das Macrorregiões de Planejamento, que são compostas por oito regiões, as quais possuem heterogeneidade quanto a aspectos culturais, socioeconômicos e geoambientais, citando, por exemplo, as macrorregiões de Sobral/Ibiapaba, Litoral Leste/Jaguaribe e Cariri/Centro Sul, que geravam dificuldades para ações de planejamento visando o desenvolvimento regional.

Deste modo, a Seplag destaca que as regiões de Planejamento foram concebidas almejando uma área onde a similaridade socioeconômica e geográfica de municípios possibilita o planejamento regional e a concepção de políticas públicas, por exemplo, a partir da avaliação das necessidades de execução de determinados serviços públicos, visando o desenvolvimento sustentável e qualidade de vida para a população.

Com isso, as Regiões Metropolitanas de Fortaleza (RMF) e do Cariri (RMC) continuam com suas leis vigentes, tendo, respectivamente, 19 e 9 municípios:

– RMF: Aquiraz, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, Fortaleza, Guaiúba, Horizonte, Itaitinga, Maracanaú, Maranguape, Pacajus, Pacatuba, Paracuru, Paraipaba, Pindoretama, São Gonçalo do Amarante, São Luís do Curu e Trairi.

– RMC: Barbalha, Caririaçu, Crato, Farias Brito, Jardim, Juazeiro do Norte, Missão Velha, Nova Olinda e Santana do Cariri.

Pela divisão de Planejamento, no entanto, o município de Lavras da Mangabeira passa a integrar a Região do Cariri e não mais o Centro-Sul.

Leia mais